Chá para Dor de Cabeça – 6 Melhores, Como Fazer e Dicas

      Comentários desativados em Chá para Dor de Cabeça – 6 Melhores, Como Fazer e Dicas
Chá para Dor de Cabeça

Muitas vezes, é possível abrir mão do analgésico para dar lugar a um simples chá para dor de cabeça que pode ajudar a eliminar a dor. Que tal aprender agora como fazer os chás que tratam a dor e lidar com a sua dor de cabeça de uma forma mais natural?

Tomar
analgésico uma vez ou outra não tem problema, mas se você sente muita dor de cabeça e faz uso diário de remédios para dor de cabeça, saiba que esse não é um bom hábito para a sua
vida.

O uso constante, ou a longo prazo, de analgésicos pode causar efeitos colaterais e ainda reduzir a eficácia desse tipo de medicamento.

É claro que isso tudo vai depender do tipo de dor de cabeça que você tem e também da intensidade da dor, mas, em muitos casos, um chazinho pode ser tudo o que você precisa para aliviar o estresse e a dor de cabeça.

Conheça a seguir chás que podem aliviar a dor de cabeça de uma forma natural e segura e aprenda como prepará-los preservando o máximo de suas propriedades nutritivas e medicinais.

Dor de Cabeça

A dor de cabeça pode ser de diversos tipos. Existem aquelas dores devido à tensão que costumam ser mais leves, mas também há as enxaquecas, que são dores muito mais intensas e difíceis de tratar, além de causarem sintomas adicionais como tontura, náusea e sensibilidade à luz.

Algumas
pessoas sentem dor na cabeça toda, outras sentem apenas em um lado da cabeça. A
dor pode ser leve, moderada ou intensa. A frequência das dores também pode
variar de pessoa para pessoa dependendo da causa.

Ainda que
existam muitas causas e tipos diferentes de dores de cabeça, tomar uma xícara
de chá pode aliviar a dor em muitos casos. Mas será que qualquer chá serve ou
existem ervas específicas para amenizar a dor?

Na lista
abaixo, você vai encontrar a resposta para essa pergunta e conhecer os melhores
chás para dor de cabeça e o modo de preparo de cada um deles.

Tipos de chá para dor de cabeça

1. Chá de gengibre

O gengibre
é uma raiz muito versátil na culinária. Além de trazer um sabor e um aroma
característico para a cozinha, o gengibre contém compostos antioxidantes e
anti-inflamatórios que ajudam a diminuir a inflamação de forma similar aos
analgésicos encontrados na farmácia.

A redução
da inflamação resulta na dilatação dos vasos sanguíneos, o que melhora a
circulação do sangue e alivia a dor de cabeça, inclusive aquelas que causam
dores latejantes.

Uma
pesquisa publicada em 2013 no International Journal of Preventive Medicine
indica que as propriedades antioxidantes do gengibre podem eliminar certas
toxinas e radicais livres que causam dores de cabeça.

Um estudo
publicado em 2014 no periódico científico Phytotherapy Research sugere
que o consumo de gengibre em pó pode ser tão eficaz no tratamento da enxaqueca
quanto o medicamento sumatriptano, comumente prescrito para tratar a condição.

O chá de gengibre é bom para sintomas da gripe e também é ótimo para dores de estômago e náuseas, além de ser um ótimo aliado em crises de enxaqueca.

Ao
contrário de outros tipos de chás que devem ser usados com muita cautela por mulheres
grávidas, o chá de gengibre é considerado seguro para esse grupo. No entanto, é
importante evitar o uso de gengibre caso você sofra de algum problema na
vesícula biliar ou faça uso de anticoagulantes.

Como fazer chá de gengibre

O chá pode
ser preparado a partir da raiz fresca ou seca do gengibre e também a partir do
pó de gengibre. Para que os nutrientes e propriedades do gengibre sejam
preservados ao máximo no chá, é indicado usar a raiz fresca no preparo da
bebida.

Para
preparar o chá de gengibre com a raiz fresca, é recomendado usar um pedaço de
gengibre de 2 ou 3 centímetros de comprimento para cada litro de água.

Enquanto a
água esquenta, lave bem a raiz sem tirar a sua casca e corte o pedaço de
gengibre em vários pedaços menores. Se preferir, você também pode ralar o
gengibre.

Quando a
água estiver fervendo, adicione o gengibre fresco picado ou ralado e abaixe o
fogo. Tampe um pouco a panela e aguarde cerca de 10 minutos antes de desligar o
fogo. Depois disso, é só coar a bebida e tomar o chá quente, morno ou gelado.
Evite aquecer o gengibre por mais de 10 minutos, pois isso pode fazer com que
ele perca suas propriedades.

Não é necessário adoçar, mas você pode colocar um pouco de mel e, se for do seu gosto, também pode espremer um limão na bebida logo depois de adicionar o gengibre ou colocar um limão partido ao meio com casca e tudo, desde que ele tenha sido bem higienizado.

Experimente
também outros chás que apresentam efeitos anti-inflamatórios similares aos do gengibre.

2. Chá de hortelã

Conforme
dados do National Center for Complementary and Integrative Health,
evidências mostram que o uso tópico de óleo de hortelã-pimenta pode aliviar dor de cabeça de tensão.

Cientistas
alemães descobriram muitos anos atrás que o uso de um óleo de hortelã-pimenta
10% concentrado é tão eficaz no alívio da dor de cabeça quanto o analgésico
paracetamol.

O óleo essencial de hortelã é bem mais forte do que o chá da erva mas, ainda assim, estudos realizados com animais – cujos resultados foram publicados em 2006 na revista Phytotherapy Research – mostram que o chá contém ingredientes ativos como flavonoides e fenóis que ajudam a reduzir a inflamação e a amenizar a dor de cabeça.

Não
existem contraindicações já que o chá de hortelã é um dos mais seguros para
consumo e não costumam causar nenhum efeito colateral.

Como fazer chá de hortelã-pimenta

As folhas
frescas de hortelã-pimenta permitem que você prepare um chá com um aroma delicioso
e com ótimas propriedades medicinais.

Para cada
meio litro de água, é indicado usar cerca de 1 xícara de chá de folhas frescas
de hortelã. Se você for usar folhas secas, pode reduzir a quantidade de hortelã
pela metade.

Assim que a água começar a ferver, adicione a hortelã-pimenta e desligue o fogo. Deixe o recipiente tampado para que a mistura fique em infusão por 5 minutos.

Depois
desse tempo, é só coar e pronto. Evite deixar a bebida em infusão por muito
tempo pois isso pode prejudicar o sabor e também os efeitos do chá.

3. Chá de cravo

Além de um
tempero muito especial, o cravo-da-índia pode ser usado no preparo de um chá
para dor de cabeça. Segundo um estudo publicado no Asian Pacific Journal of
Tropical Biomedicine
em 2014, o chá de cravo é útil no combate à dor de
cabeça devido as suas propriedades antinociceptivas. Tais propriedades são
capazes de bloquear ou diminuir a percepção da dor.

Um outro
estudo publicado em 2006 no Journal of Dentistry comparou o cravo com o
anestésico benzocaína em procedimentos odontológicos e concluiu que o
cravo-da-índia pode ser tão eficaz quanto o anestésico.

É preciso
tomar cuidado se você toma anticoagulantes ou se vai passar por uma cirurgia,
pois o cravo contém componentes que podem prejudicar a cicatrização.

Como fazer chá de cravo

O
chá de cravo pode ser preparado com 1 colher de chá de cravo para cada xícara
de água fervente. A mistura deve permanecer em infusão por cerca de 10 minutos.
Depois disso, basta coar e ingerir a bebida.

Para um chá de melhor qualidade, o ideal é obter o cravo inteiro e triturá-lo na hora de fazer o chá. Mas o chá também pode ser preparado com cravo-da-índia em pó ou moído.

4. Chá de casca de salgueiro

Já faz
muito tempo que a casca do salgueiro é utilizada para tratar a dor e a
inflamação. Trata-se da casca de uma árvore que contém um composto ativo
conhecido como salicina que apresenta uma estrutura química muito semelhante à
aspirina. Por ser tão parecido com a aspirina, a salicina é conhecida por
muitas pessoas como a aspirina natural.

Assim como
mulheres grávidas ou lactantes devem evitar o uso de substâncias com
propriedades anticoagulantes como a aspirina, também é prudente evitar o uso da
casca de salgueiro.

Como fazer chá de casca de salgueiro

Para
cada xícara de água é necessária 1 colher de sopa de cascas de salgueiro. As
cascas devem ser bem lavadas e picadas em vários pedaços antes de serem
colocadas na água.

A
mistura deve ser aquecida até a água ferver. Depois de levantar fervura, é
indicado manter a fervura por 10 minutos antes de desligar o fogo. Em seguida,
tampe o recipiente e deixe o chá esfriar um pouco antes de coar.

O
uso diário recomendado é de no máximo 3 xícaras de chá de casca de salgueiro.

5. Chá de camomila

São muitos
os benefícios do chá de camomila para a saúde. De acordo com dados do National
Center for Complementary and Integrative Health
, o chá de camomila é um
ótimo aliado de pessoas que sofrem de ansiedade ou insônia.

Não há
nenhuma pesquisa que relacione diretamente o uso desse chá com o tratamento da
dor de cabeça, mas acredita-se que os efeitos relaxantes da camomila podem
aliviar dores de cabeça causadas por tensão.

Segundo
estudo publicado em 2010 no periódico científico Molecular Medicine Reports,
o chá de camomila melhora a qualidade do sono e causa um efeito sedativo
natural que promove relaxamento e reduz a inflamação.

Em 2014,
os resultados de um estudo publicados no jornal científico Medical Hypotheses
mostraram que a calmaria promovida pela camomila provavelmente acontece através
da inibição dos hormônios do estresse e do aumento da atividade do GABA (ácido
gama-aminobutírico), um neurotransmissor que melhora o humor e promove o
relaxamento.

Um estudo
de 2018 publicado na revista Neurological Sciences analisou os efeitos
de um óleo de camomila em casos de enxaqueca e foi observado que o uso tópico
do óleo foi capaz de diminuir a dor, a náusea e a sensibilidade a luz apenas 30
minutos depois da aplicação.

Pessoas
que já apresentaram algum tipo de reação alérgicas a plantas como a ambrosia, a
margarida, o crisântemo e a calêndula devem evitar usar camomila devido ao
risco de alergia. O uso de anticoagulantes ou de medicamentos usados para
evitar a rejeição após um transplante de órgão também não é recomendado em
conjunto com o chá de camomila.

Como fazer chá de camomila

Um
chá feito com flores frescas de camomila é a melhor alternativa para preservar
os efeitos terapêuticos da planta na bebida.

O recomendado é adicionar um punhado de flores frescas de camomila em meio litro de água fervente. Em seguida, basta desligar o fogo e deixar a mistura em infusão por 5 minutos. Por fim, é só coar e relaxar tomando o chá.

6. Chá de tanaceto

Conhecida também como matricária, ou pelo nome em inglês feverfew, o tanaceto é uma erva medicinal usada há muito tempo.

Em 2011, um estudo publicado no periódico Pharmacognosy Review mostrou que a erva pode ajudar a tratar e a evitar a enxaqueca. A pesquisa sugere que a planta inibe a liberação de serotonina e de outras substâncias que podem causar dores de cabeça, além de ser rica em flavonoides e outros compostos que ajudam a evitar a dor de cabeça.

O chá de
tanaceto não deve ser usado durante a gravidez, pois ele apresenta propriedades
que podem induzir o parto.

Como fazer chá de tanaceto

É indicado
usar as folhas e flores frescas ou secas do tanaceto para preparar o chá. Para
cada xícara de 200 mL de água, é recomendado usar um punhado de folhas e flores
de tanaceto – o equivalente a 1 ou 2 gramas da planta.

Depois de
aquecer a água até atingir a fervura, desligue o fogo e adicione o tanaceto na
água. Deixe a mistura em infusão por pelo menos 10 minutos antes de coar e de
tomar. Você pode tomar até 3 xícaras desse chá por dia.

O chá
muito forte pode irritar a boca de algumas pessoas. Nesse caso, use mais água
ou menos folhas de tanaceto no próximo preparo do chá.

A erva
também é considerada amarga e misturar algumas folhas de tanaceto com outras
ervas como a erva-cidreira pode melhorar o sabor. A adição de mel à bebida
também pode ajudar.

Outras opções de chá para dor de cabeça

Alguns
estudos indicam que outros chás como o chá de canela, o chá verde, o chá de
manjericão, o chá de lavanda e o chá de limão também podem aliviar a dor de
cabeça.

Uma
pesquisa de 2003 do Journal of Ethnopharmacology, por exemplo, sugere
que a lavanda tem propriedades analgésicas e anti-inflamatórias que amenizam a
dor de cabeça e também ajudam a melhorar o sono. Já um outro estudo de 2010
publicado na revista Pharmaceutical Biology mostrou que o chá de canela
pode reduzir a pressão arterial e aliviar dores de cabeça de tensão.

Dicas para aliviar a dor de cabeça e cuidar da saúde

– Tenha cuidado com a cafeína

A cafeína
encontrada em alguns chás – como o chá preto e o chá verde, por exemplo – pode
ser boa para aliviar a dor de cabeça de algumas pessoas, mas pode ser ruim para
outras.

Em algumas
pessoas, a cafeína pode inclusive piorar os sintomas ou até causar crises de
enxaqueca.

Se você
for sensível à cafeína, opte pelos chás de ervas que não contêm cafeína em sua
composição.

– Se hidrate

A
desidratação pode piorar ou até mesmo causar uma dor de cabeça. Além do chá,
beba bastante água e coma alimentos ricos em água para se manter bem hidratado.

– Use compressas

O uso de
uma bolsa de gelo ou qualquer tipo de compressa fria na cabeça ou na nuca pode
promover a contração dos vasos sanguíneos e diminuir a inflamação na região,
aliviando ao menos temporariamente a dor de cabeça.

Segundo
uma pesquisa publicada no Hawaii Journal of Medicine & Public Health
em 2013, a aplicação de uma compressa de gelo no pescoço por 30 minutos foi
capaz de reduzir a dor relacionada à enxaqueca.

Compressas quentes podem ajudar em casos de dor de cabeça de tensão. Esse tipo de compressa ajuda a relaxar os músculos e, assim, aliviar a dor. Você pode tentar usar uma toalha aquecida ou até mesmo tomar um banho quente.

– Armazene o chá da maneira correta

Depois de prontos, muitos chás podem ser conservados na geladeira para tomar ao longo do dia, mas nem pense em deixar o seu chá em um recipiente aberto fora da geladeira pois isso fará com que ele perca muitas de suas propriedades, principalmente as propriedades antioxidantes.

Se você tiver tempo, o melhor mesmo é preparar o chá para tomá-lo na hora. Desse jeito, o chá é mais saboroso e mais nutritivo. Mas, se não for possível, guarde sua bebida em um recipiente fechado na geladeira para tomar durante o dia.

Nenhum chá
deve ser guardado por mais de 24 horas na geladeira. Assim, é recomendado
preparar apenas a quantidade que você vai tomar durante o dia para não
desperdiçar nada.

– Elimine qualquer tipo de pressão na cabeça

Há casos em que a dor de cabeça ocorre por um motivo físico. Pode ser um rabo de cavalo ou um coque muito apertado, ou até mesmo o uso prolongado de um chapéu, boné ou faixa na cabeça.

Preste
atenção se a sua dor de cabeça tem a ver com algum desses fatores e reduza ou
elimine o uso desses acessórios.

– Se exercite

Além de
manter o corpo saudável, se exercitar melhora a circulação do sangue e pode
diminuir o risco de uma dor de cabeça surgir.

– Durma o suficiente

A privação
de sono traz muitos problemas para a saúde e um deles pode ser a dor de cabeça
frequente. De acordo com um estudo de 2015 publicado no periódico científico Sleep,
um adulto saudável deve dormir por 7 a 9 horas todas as noites.

– Procure um médico

Uma dor de
cabeça persistente não deve ser ignorada. Dores de cabeça muito frequentes
podem indicar altos níveis de estresse, deficiências nutricionais ou outros
problemas de saúde que merecem ser investigados.

Referências
Adicionais:

Você já conhecia algum chá para dor de cabeça? Pretende usar na próxima vez? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.