Chá para os Rins – 4 Melhores, Como Fazer e Dicas

      Comentários desativados em Chá para os Rins – 4 Melhores, Como Fazer e Dicas
Chá para os rins

Confira boas opções de chá para os rins, como fazer e dicas para consumo a fim de manter ou regularizar o correto funcionamento desses importantes órgãos do corpo.

Importante parte do nosso organismo, os rins ajudam o organismo a passar resíduos na forma de urina, auxiliam a filtrar o sangue antes de mandá-lo de volta ao coração e mantêm o equilíbrio geral de fluidos no corpo.

Mas não para por aí: eles filtram materiais residuais dos alimentos, medicamentos e substâncias tóxicas e criam hormônios que contribuem com a produção de glóbulos vermelhos, promovem a saúde óssea e regulam a pressão arterial.

Aproveite para conhecer os remédios para pedra nos rins mais usados e confira uma lista de vários alimentos bons para os rins que você pode incluir na sua dieta.

4 opções de chá para os rins

Antes de chegarmos às opções de chá para os rins, precisamos registrar alguns alertas. O primeiro deles é que, segundo a Fundação Nacional do Rim dos Estados Unidos, pessoas que sofrem com doença renal não podem usar suplementos à base de ervas/plantas.

De acordo com a organização, alguns produtos à base de
ervas/plantas podem fazer mal para os rins e até mesmo agravar um quadro de
doença renal.

Portanto, antes de começar a tomar qualquer chá para os rins, você
precisa consultar o médico para saber se a bebida é indicada para você, checar
se ela não pode te fazer mal e verificar em que dosagem e frequência ela pode
ser consumida.

Mesmo os chás podem fazer mal, ter contraindicações e provocar
efeitos colaterais, principalmente se forem utilizados de maneira inadequada ou
exagerada.

Essa recomendação de consultar o médico serve para todas as
pessoas, principalmente para quem tem a saúde fragilizada como crianças,
adolescentes, idosos, mulheres que estejam grávidas, mulheres que estejam
amamentando e pessoas que sofrem com alguma doença ou condição específica de
saúde, especialmente quando se tratar de problemas nos rins.

Na conversa com o médico, também é necessário informar caso faça uso de qualquer medicamento, suplemento ou planta para que ele verifique se não faz mal utilizar a substância ao mesmo tempo em que a bebida em questão.

E, se você passar mal depois de tomar um chá para os rins, procure imediatamente um hospital para checar a gravidade dos sintomas e receber o tratamento apropriado. Lembre-se de que este artigo serve unicamente para informar a jamais pode substituir a orientação médica.

Agora que os devidos alertas foram repassados, podemos conhecer
algumas opções de chá para os rins:

1. Chá de urtiga

A bebida foi apontada um dos chás que podem ajudar a limpar os rins. A folha da planta possui compostos benéficos que podem auxiliar a diminuir a inflamação, além de ser rica em antioxidantes, o que ajuda a proteger o corpo e os órgãos do estresse oxidativo.

Entretanto, quem tem edema (inchaço) provocado pela função renal
prejudicada ou por doenças cardíacas não pode tomar o chá de urtiga.

Além disso, vale a pena saber que a urtiga pode provocar efeitos
colaterais como alergias na pele e alterações na próstata, quando ingerida em
excesso.

Como fazer chá de urtiga

Ingredientes:

  • 4 g de folhas secas;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

Colocar as folhas secas de urtiga na água fervente e deixar ali ao longo de 10 minutos; Coar e servir-se imediatamente.

2. Chá de hortênsia

Uma pesquisa conduzida em animais apontou que os extratos da Hydrangea paniculate (nome científico da hortênsia) que foram administrados ao longo de três dias ofereceram um efeito protetivo em relação ao dano renal. Acredita-se que esse efeito se deva às capacidades antioxidantes da planta, completou a publicação.

No entanto, precisamos fazer duas ressalvas: primeiro, o estudo foi feito em animais, não em seres humanos, e segundo, não sabemos se esses extratos estão presentes no chá de hortênsia ao ponto de causarem o mesmo efeito no organismo humano.

Além disso, é importante ressaltar que a hortênsia pode causar efeitos colaterais como náusea, vômito, diarreia, tontura e aperto no peito. Recomenda-se que as gestantes e as mulheres que estejam amamentando evitem a hortênsia. Não se pode consumir mais do que 2 g da raiz ou do rizoma seco da planta de uma vez.

3. Chá de boldo com camomila e alecrim

Esta bebida conta com propriedades anti-inflamatórias e diuréticas
que podem auxiliar em relação às dores nos rins.

Entretanto, antes de testá-la, não se esqueça de consultar o médico para conferir se ela não pode provocar nenhum tipo de problema para a sua saúde.

Como fazer chá de boldo com camomila
e alecrim

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de folhas de boldo;
  • 1 colher de sopa de folhas de alecrim;
  • 1 colher de sopa de flores de camomila;
  • 1 litro de água fervente.

Modo de preparo:

Juntar as plantas e colocá-las na água fervente; Tampar e deixar descansar ao longo de 15 a 20 minutos. Coar e servir-se imediatamente.

4. Chá de salsinha

A salsinha possui propriedades antissépticas e diuréticas leves que aumentam a taxa de urina e auxiliam a remover bactérias e outros agentes patogênicos (micro-organismos que provocam doenças) dos rins e da bexiga.

Recomenda-se usar a salsinha fresca para preparar este chá para os rins, porém, ela deve ser evitada por mulheres que estejam grávidas. Para quem sofre com problema nos rins, recomenda-se consultar o médico antes de utilizar o chá de salsa.

A salsa não deve ser utilizada por quem faz uso de medicamentos diuréticos, sem a liberação do médico.

Receita de chá de salsa

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de salsa seca;
  • 2 xícaras de água.

Modo de preparo:

Juntar a salsa com a água e levar ao fogo para ferver para 10 minutos; Desligar o fogo, esperar amornar um pouco, coar e servir-se.

Nutricionistas aconselham adicionar o suco de ½ limão fresco ao
chá para melhorar o efeito diurético e consumir o chá logo que acordar pela
manhã.

Atenção

Você não deve se automedicar com os chás descritos acima para lidar com um problema no rim – o que deve fazer é procurar a ajuda médica para saber qual o tratamento apropriado para o seu quadro, em particular. Então, se o médico liberar o uso de um chá para auxiliar o caso, você pode aderir à bebida.

Jamais abandone um tratamento para problema renal para usar unicamente um chá porque isso pode prejudicar gravemente a sua saúde.

Dicas

O ideal
é tomar um chá logo após o seu preparo (não necessariamente tomar todo o
conteúdo preparado de uma vez, pois isso pode ser perigoso para a saúde), antes
que o oxigênio do ar destrua os seus compostos ativos. Um chá costuma preservar
substâncias importantes até 24 horas depois do preparo, porém, depois desse
período, as perdas são consideráveis.

Certifique-se ainda de que os ingredientes que você utilizar no preparo do seu chá para os rins sejam de boa qualidade, de boa procedência, estejam bem limpos e higienizados e não tenham a adição de nenhuma substância ou produto que possa prejudicar a sua saúde. Na hora de comprar a matéria-prima para fazer o chá, verifique ainda que se trata realmente da planta desejada, conferindo o seu nome científico.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tomou algum tipo de chá para os rins? Pretende incorporar algum dos que listamos acima na sua rotina? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.