Kefir Dá Gases?

      Comentários desativados em Kefir Dá Gases?
Kefir

O kefir é uma bebida fermentada, conhecida por servir como uma boa fonte de probióticos, entre outros nutrientes, apontado como um produto que pode auxiliar a melhorar o sistema digestivo. Veja a seguir se isso também significa que o kefir dá gases ou não.

A propósito, vale a pena você conhecer todos os benefícios do kefir, algumas receitas com kefir para emagrecer e saúde e também alguns alimentos conhecidos por provocarem gases.

Por ser fonte de probióticos, o kefir dá gases?

De acordo com informações da nutricionista e mestra em ciência nutricional Erica Julson, ainda que a maioria das pessoas não experimente efeitos colaterais, o aumento dos gases e do inchaço são as reações mais comuns registradas em associação ao uso de suplementos probióticos à base de bactérias.

“Não se sabe exatamente por que algumas pessoas experimentam esses efeitos colaterais, mas eles tipicamente diminuem depois de poucas semanas de uso continuado. Para reduzir a probabilidade de efeitos colaterais, comece com uma dose baixa de probióticos e aumente lentamente para a dosagem total ao longo de poucas semanas. Isso pode ajudar o seu corpo a se ajustar a eles”, afirmou Julson.

Entretanto, se os gases, o inchaço ou outros efeitos colaterais persistirem durante mais do que algumas semanas, o consumidor deve parar de tomar o probiótico e procurar a ajuda do médico.

Porém, precisamos ficar atentos ao fato de que a nutricionista
associou os gases como uma possível reação adversa dos suplementos probióticos
à base de bactérias, porém, não especificou se os alimentos fermentados como o
kefir também podem provocar esses efeitos colaterais.

Ou seja, isso não nos permite apontar com certeza que o kefir dá
gases, embora indique uma possibilidade de que os probióticos possam causar o
problema em algumas pessoas.

A intolerância à lactose e a alergia ao leite

Por outro lado, quando uma pessoa que sofre com a intolerância à lactose toma um kefir com leite, é bastante provável que ela experimente os gases.

Isso porque quando uma pessoa que tem a condição ingere a lactose
– que é o açúcar do leite – por meio do próprio leite ou outros produtos
laticínios, ela apresenta sintomas como gases, diarreia e inchaço.

Portanto, se você é intolerante à lactose, antes de tomar o kefir,
certifique-se de que a sua bebida não está acompanhada de leite ou outros
ingredientes compostos pela substância para evitar sofrer com os sintomas da
condição.

Esse mesmo cuidado – de passar longe do kefir com leite – deve ser tomado pelas pessoas que sofrem com a alergia ao leite. Diferente de uma intolerância à lactose, que ocorre quando o organismo não consegue digerir o açúcar do leite, a alergia ao leite e os seus sintomas aparecem quando o sistema imunológico trata a bebida como um invasor perigoso, esclareceu o Colégio Americano de Alergia, Asma e Imunologia (ACAAI, sigla em inglês).

Uma alergia ao leite pode causar gases, diarreia, náusea, vômito e dor no estômago e pode gerar sintomas potencialmente fatais como dificuldade em respirar, uma queda repentina na pressão arterial e o coração disparado.

A culpa não é só da alimentação

Além
de saber se o kefir dá gases, é importante conhecer quais outros fatores – que
não se resumem apenas àquilo que comemos e bebemos em nossas refeições – podem
interferir na produção de gases no organismo.

O
PhD e professor clínico associado de nutrição da Universidade de Nova Iorque,
nos Estados Unidos, Charles Mueller, explicou que os gases que soltamos não são
produzidos somente pelos alimentos que consumimos, mas também pelo ar que
engolimos, que acaba passando pelo trato gastrointestinal.

No
mesmo sentido, o gastroenterologista, professor clínico associado de medicina
da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, e PhD David Poppers
esclareceu que os gases são uma combinação entre dois fatores: o ar que
engolimos, ao comermos muito rapidamente, e o alimento que consumimos.

A nutricionista Abby Langer explicou ainda que doenças gastrointestinais sérias também podem ser a principal causa dos gases. Eles ainda podem estar relacionados ao uso de alguns medicamentos e a problemas na flora intestinal, completou a especialista.

“Para aqueles que não têm um problema de fundo (para provocar os gases, como as doenças gastrointestinais), a quantidade de gases que nós temos está diretamente relacionada com a quantia de alimento e/ou ar não digerido no nosso cólon. Se estamos comendo coisas que o nosso corpo não está decompondo, nós vamos ter gases”, completou Langer.

Ainda
que seja constrangedora, a flatulência é uma função normal do corpo, completou Mueller.
Ele alertou ainda que devemos nos preocupar mais quando não estivermos soltando
gases do que quando a flatulência aparecer.

Mueller
orientou também a procurar o auxílio médico quando ocorrerem mudanças nos
hábitos intestinais que não se resolvem sozinhas como cólicas, inchaço, prisão
de ventre, diarreia, não ter flatulência alguma ou o aparecimento de muitos
gases.

Referências Adicionais:

Você já tinha percebido que o kefir dá gases para você? Consome esse probiótico com frequência na sua dieta? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.