Pimenta Dá Gases?

      Comentários desativados em Pimenta Dá Gases?
Pimenta

Todas as pessoas possuem gases em seu trato intestinal, algumas menos e outras mais. É natural, pois o corpo os libera por meio de flatulência e/ou arrotos até duas dúzias de vezes por dia como subproduto dos alimentos que não foram digeridos. Confira se, por exemplo, a pimenta dá gases ou não faz parte desses alimentos que provocam um aumento das flatulências.

Às vezes, pode ser que você experimente gases excessivos ou dolorosos, e isso realmente pode acontecer devido à sua dieta. Vale a pena conferir alguns exemplos de alimentos que provocam gases e 10 formas de eliminar gases mais comuns.

Alimentos e Flatulência

Quando você se alimenta, o seu sistema digestivo trabalha para decompor os alimentos em energia que será utilizada para alimentar suas células e realizar os vários processos e funções corporais.

Alguns alimentos podem ser muito difíceis para o seu intestino decompor e transformar apenas em energia e fezes, e o gás é o produto que sobra quando esses alimentos ficam no seu cólon.

Porções de alimentos que não podem ser digeridos e decompostos pelo intestino viajam para o cólon, que é cheio de bactérias que fermentam essas partículas não digeridas de alimentos, causando os gases, arrotos e flatulências.

O gás também pode ser causado por alimentos que o intestino delgado não pode manipular porque não contém uma enzima chamada lactase. Esta enzima decompõe a lactose, que é o açúcar presente no leite e nos produtos lácteos. Se a lactose não pode ser decomposta, as bactérias novamente começarão a fermentar esses açúcares e causar flatulência.

Porém, o corpo de cada pessoa reage de maneira diferente aos alimentos – por exemplo, algumas pessoas não têm problemas para digerir produtos lácteos, enquanto que outras sofrem com o excesso de gás ao consumir esses alimentos.

Mas e em relação às pimentas? Será que pimenta dá gases?

Efeito da pimenta vermelha e preta no estômago

As pimentas são muitas vezes consideradas a causa de lesões da mucosa gástrica. Uma pesquisa avaliou os efeitos tanto da pimenta vermelha como da pimenta preta sobre a mucosa gástrica usando administração intragástrica com refeições que continham pimenta vermelha ou preta, também conhecida como pimenta-do-reino, para pessoas voluntárias saudáveis. Água destilada e aspirina (655 mg) foram usadas como controles positivo e negativo respectivamente.

Também foram realizadas lavagens gástricas após a administração da refeição teste e o conteúdo gástrico foi analisado – DNA, pepsina, sódio, sangue, potássio, secreção de células parietais e secreção de células não parietais.

Como resultado, tanto a pimenta vermelha quanto a preta causaram aumentos significativos na secreção parietal, secreção de pepsina e perda de potássio. A esfoliação de células gástricas (como refletiu na perda de DNA no conteúdo gástrico) aumentou após a administração tanto da pimenta preta como vermelha, e o aumento após a administração de pimenta vermelha dependeu da dose.

A micro-hemorragia da mucosa foi observada após a administração desses alimentos e uma pessoa apresentou sangramento gástrico grosseiramente visível após a administração da pimenta vermelha e a pimenta-do-reino.

Não houve diferenças
significativas de controle entre as refeições de teste, no volume nonparietal,
recuperação fracionada das secreções gástricas ou secreção de sódio.

Por fim, nenhuma especiaria foi significativamente diferente da aspirina em nenhum parâmetro estudado. De fato, a aspirina era comparável às doses mais altas de pimenta.

O resultado a longo prazo da ingestão diária de pimenta é desconhecido.
Se as pimentas são prejudiciais ou benéficas, de acordo com esse estudo, a
resposta ainda é desconhecida e por isso merece estudos mais aprofundados.

O que acontece no seu estômago quando você come alimentos excessivamente picantes

Um dos motivos pelos quais você pode sentir que pimenta dá gases é por se tratar de um alimento picante. Embora comer alimentos condimentados possa trazer vários benefícios para a saúde, eles também podem atrapalhar o sistema do organismo, especialmente o estômago.

Embora as pimentas possam ser até ótimas aliadas para a saúde e inclusive perda de peso, comer comidas apimentadas pode piorar as úlceras estomacais e a gastrite.

De acordo com o Dr. Kapil Agrawal, Consultor Sênior, Cirurgião Laproscópico e Bariátrico da Índia, “embora os alimentos condimentados não causem úlceras ou refluxo, eles podem aumentar a gravidade dos sintomas em pacientes que já sofrem de tais condições. Além disso, alimentos picantes podem causar diarreia em alguns pacientes, irritando o intestino, além de diminuir a sensibilidade das papilas gustativas. Portanto, se você planeja desfrutar dos seus pratos picantes favoritos nos próximos anos, menos é mais”.

Comer alimentos condimentados pode fazer com que o trato gastrointestinal sinta uma queimação, como se dentro de você estivesse em chamas, pois o composto da capsaicina que está presente nas pimentas ativa a liberação da substância P, que é um composto que transmite as sensações de dor e queimação.

De acordo com uma publicação feita pela Universidade de Michigan, Estados Unidos, o consumo de pimenta dá gases porque os alimentos condimentados e picantes podem acelerar a rapidez com que o alimento passa pelo intestino, o que, por sua vez, pode produzir mais gases do que o normal.

Referências Adicionais:

Você já tinha percebido que comer pimenta dá gases para você? Costuma consumir bastante pimenta no dia a dia? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.