Vegetarianismo Emagrece Mesmo?

      Comentários desativados em Vegetarianismo Emagrece Mesmo?
Vegetarianismo

Você provavelmente já deve ter ouvido falar do vegetarianismo como uma alimentação ou estilo de vida em que não há a ingestão de carne. Veja a seguir se o vegetarianismo emagrece ou se não há esse efeito a partir desse tipo de dieta.

Existem diversas vertentes do vegetarianismo. Por exemplo, os chamados ovolacto vegetarianos são aqueles que consomem produtos oriundos do leite e ovos, porém, não comem carnes.

Existem também os lactovegetarianos, que se alimentam de produtos do leite, entretanto, não ingerem ovos ou carnes, e os veganos, conhecidos também como vegetarianos totais por não consumirem nada que venha de origem animal, o que inclui os ovos e os leites e seus derivados.

Confira em maiores detalhes esses diferentes tipos de vegetarianismo e suas diferenças e aproveite para conhecer dicas para uma dieta vegana deliciosa e variada.

Será que o vegetarianismo emagrece?

Em primeiro lugar, precisamos ressaltar que o emagrecimento não é um foco único ou primordial do vegetarianismo. Geralmente, existe toda uma questão de valores que leva uma pessoa a abandonar a ingestão de carnes e/ou produtos de origem animal.

Você certamente deve conhecer alguém que tomou a decisão de aderir ao vegetarianismo por amor aos animais e/ou por não concordar com a crueldade imposta aos mesmos no processo de fabricação de produtos de origem animal, não é mesmo?

Dito isso, precisamos ressaltar que é possível que uma pessoa tanto emagreça quanto engorde ao passar de uma dieta sem restrições para o vegetarianismo, assim como também é possível que ela não experimente grandes alterações em seu peso corporal.

Tudo vai depender da qualidade
nutricional das refeições vegetarianas que ela começar a fazer, ou seja, dos
alimentos que o vegetariano incluir em suas refeições.

Por exemplo, se a pessoa não comer carne e/ou outros produtos de origem animal, mas se entupir de doces calóricos e lotados de açúcar, é bastante possível que ela experimente um aumento em seu peso.

Com a palavra, especialistas

No site da Escola Médica da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, um internauta questionou se é verdade que o vegetarianismo emagrece.

A pergunta foi respondida por duas especialistas da área médica, que confirmaram o que vimos acima. Elas explicaram que enquanto trocar uma alimentação normal pela dieta vegetariana pode trazer benefícios para a saúde – inclusive a diminuição do peso -, não é sempre que isso acontece.

“Uma dieta vegetariana, como qualquer
outra, pode te ajudar a perder peso, mas também pode resultar no ganho de peso
se você ingerir mais calorias do que queima de maneira regular”, ressaltaram as
especialistas.

Elas exemplificaram que guloseimas como
cupcakes, cookies e balas, por exemplos, são tecnicamente alimentos
vegetarianos, porém, não são necessariamente as comidas que vão melhorar a
saúde ou contribuir com o emagrecimento.

“Dito isso, uma dieta vegetariana saudável e bem construída pode te ajudar a perder peso ao longo do tempo, contanto que você faça boas escolhas alimentares e reduza o número de calorias que você come normalmente. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, sigla em inglês) assinala que um plano de alimentação vegetariano saudável inclui uma variedade de nutrientes, contemplando fontes de proteínas para compensar as opções de carne que você está cortando”.

Para os vegetarianos que desejam e/ou necessitam emagrecer

De acordo com a nutricionista e mestra em ciência da nutrição e saúde pública, Cynthia Sass, para emagrecer e beneficiar a saúde, o vegetariano – ou vegano – precisa fazer refeições que contenham muitos vegetais, frutas, feijões, lentilhas, grãos integrais, nozes, sementes e gorduras saudáveis de origem vegetal como o abacate.

“Eu já conheci um monte de ‘vegetarianos e veganos junk food’ que não comem as porções mínimas recomendadas de frutas e vegetais e vivem de alimentos altamente processados como pizza fake de pepperoni, cachorros-quentes veganos, cookies veganos, balas e sorvetes. Não se trata apenas de tirar os ingredientes de origem animal, mas também de comer alimentos integrais e ricos em nutrientes”, ressaltou a nutricionista.

Outro conselho da mestra em ciência da nutrição e saúde pública é o de tomar cuidado para não exagerar na hora de comer o queijo. Segundo Sass, pacotes de queijo cheddar podem ter mais calorias e mais gorduras do que o peito de frango sem pele, por exemplo.

“É por isso que eu tenho visto novos vegetarianos ganharem peso quando eles trocam sanduíches de peru por sanduíches de queijo grelhado ou se apoiam em pizza e macarrão com queijo como alimentos básicos. Se você decidir manter os produtos laticínios na sua dieta, limite-se a fazer uma refeição com queijo por dia com um máximo de aproximadamente 30 g de queijo real, orgânico e natural. E fique com o leite ou iogurte orgânico 0% e proteínas de origem vegetal como feijões e tofu orgânico nas outras refeições”, completou a nutricionista.

Sass também chamou atenção para a necessidade do vegetariano ou vegano certificar-se de que está ingerindo proteínas adequadamente não somente por conta da saúde, mas também pela questão do peso.

A mestra em ciência da nutrição e saúde
pública escreveu que considera as proteínas um fator chave para controlar o
peso porque o nutriente estimula a saciedade, preserva os músculos e acelera o
metabolismo.

A nutricionista ainda alertou que é melhor consumir as frutas e vegetais integrais do que na forma de bebidas.

Isso porque um copo com aproximadamente 470 ml dessas bebidas pode conter mais do que 250 calorias e não ser capaz de saciar tanto quanto a fruta ou o vegetal inteiro, que em muitos casos apresenta menos que 250 calorias.

“Eu recomendo sucos e bebidas com frutas e vegetais frescos para clientes que são atletas profissionais e têm dificuldade para comer a quantidade de frutas e vegetais que precisam para se abastecer e recuperar. Mas para os meus clientes que se exercitam uma hora ou menos por dia, que estão tentando perder peso, frutas e vegetais integrais são uma maneira muito melhor de atender as necessidades dos seus corpos e sentir-se cheio depois de refeições e lanchinhos”, relatou Sass.

Mais importante do que saber se o vegetarianismo emagrece

É entender que independente do fato da
dieta contar com carnes e demais produtos de origem animal ou não, é
fundamental que o regime com foco na diminuição do peso seja saudável.

Para isso, o ideal é ter o auxílio de um bom nutricionista, que é o profissional qualificado para indicar planos de refeições que favorecem a perda de peso, ao mesmo tempo em que se encaixam no padrão de dieta escolhido – sem restrições, ovolactovegetariano, lactovegetariano, vegano, entre outros – e, principalmente, não deixam de fornecer os nutrientes e a energia que o organismo necessita para funcionar apropriadamente.

Esse último ponto é crucial mesmo para quem não deseja emagrecer, porém, resolveu aderir a uma dieta sem carnes e/ou produtos de origem animal.

Isso porque quando passamos a excluir um grupo alimentar da dieta, é preciso ter muito cuidado, preferencialmente contando com a orientação do nutricionista, para não deixar de fornecer alguns nutrientes importantes para o organismo e prevenir o desenvolvimento de alguma deficiência nutricional.

Referências Adicionais:

Você imaginava que o vegetarianismo emagrece? Conhece algum vegetariano que acabou não perdendo ou até mesmo ganhando peso? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.