5 Alimentos Ruins para Osteoporose

      Comentários desativados em 5 Alimentos Ruins para Osteoporose
Alimentos ruins para osteoporose

O aumento da expectativa de vida levou a um envelhecimento geral da população e a um número maior de pessoas idosas. Com isso, o número de pessoas com osteoporose aumentou substancialmente. No mundo, a osteoporose causa mais de 8,9 milhões de fraturas anualmente, o que significa que a cada três segundos ocorre uma fratura osteoporótica. De acordo com a Fundação Internacional de Osteoporose (IOF), essa doença atinge 10 milhões de pessoas em todo o Brasil.

Assim como ocorre com qualquer tecido vivo, os ossos precisam de nutrientes para poder crescer e se manter, e a sua dieta pode estar contribuindo para seu risco de osteoporose, já que uma boa nutrição é o componente essencial para gerenciar e prevenir essa doença. Vale a pena conhecer quais são alimentos ruins para osteoporose, portanto, e mantê-los longe da sua rotina de alimentação.

Dicas de hábitos para uma melhor saúde óssea

Provavelmente você já deve ter recebido ou escutado alguns conselhos para melhorar a resistência óssea e minimizar os riscos da osteoporose, como por exemplo:

  • Mantenha uma dieta rica em cálcio e vitamina D.
  • Evite hábitos que enfraqueçam seus ossos como por exemplo fumar.
  • Pratique exercícios físicos com levantamento de pesos para aumentar a sua força e sua densidade óssea em até 3%.

Porém, além desses conselhos, o que você deixa de fazer e evita também é muito importante, tão importante quanto o que você acrescenta à sua vida, e do mesmo jeito que alguns alimentos podem melhorar a sua saúde óssea, existem outros que fazem o oposto.

Se você tem osteoporose ou simplesmente quer manter seus ossos fortes e saudáveis para poder aproveitar o seu estilo de vida atual durante a aposentadoria, dê uma olhada nesses alimentos ruins para osteoporose para que possa evitá-los e não deixar que eles aumentem os seus riscos de osteoporose ou fraturas.

5 alimentos ruins para osteoporose

1. Carne

Embora a ingestão de níveis saudáveis de proteína seja importante para a saúde dos ossos, comer carne em excesso pode enfraquecê-los. “Dietas ricas em proteínas que contêm várias porções de carne e proteína em cada refeição também podem fazer com que o corpo perca cálcio”, alerta a NationalOsteoporosis Foundation.

Isso ocorre devido a como o seu
corpo processa a proteína animal. A carne e outros alimentos de origem animal
são ricos em aminoácidos que são ricos em enxofre, como a cisteína.

De acordo com alguns pesquisadores, a eliminação de proteínas animais em sua dieta pode reduzir a sua perda de cálcio em até 50%. Mesmo que você não esteja preparado para se tornar vegano, fazer uma ou mais refeições diariamente à base de legumes e vegetais pode melhorar a sua força óssea.

2. Refrigerantes

Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition acompanhou 73.000 mulheres na pós-menopausa e descobriu que beber refrigerantes aumentava os riscos de ossos fracos e fraturas de quadril, independentemente de se tratar de uma versão diet ou não do produto. Quanto mais refrigerante uma pessoa consome, mais os seus riscos de osteoporose crescem.

Isso provavelmente acontece devido ao fato de que a maioria das bebidas carbonatadas ou seja, com gás, é rica em ácido fosfórico, o que aumenta a quantidade de cálcio que uma pessoa perde através da urina. Combine isso com o fato de que a maioria dos refrigerantes é desprovida de cálcio e outros nutrientes, e verá como eles são de fato alimentos ruins para osteoporose.

Se você acha a água sem graça e tem que se esforçar para se manter hidratado, experimente adicionar fatias de limão, laranja ou frutas congeladas à sua água para torná-la mais atraente.

3. Bebidas alcoólicas

Antes de sair para beber com os amigos, saiba que a bebida alcoólica pode não ser a melhor notícia para os seus ossos. “Beber muito é bem conhecido por estar associado à osteoporose e fraturas”, relata um estudo publicado no American JournalofEpidemiolog.

O estudo observa que isso é
especialmente verdadeiro para as pessoas que bebem muito e com muita
frequência, pois de acordo com este estudo, a longo prazo, essas pessoas têm
múltiplos fatores de risco para a perda óssea, incluindo baixo teor de cálcio
na dieta e outras deficiências nutricionais.

De acordo com o Instituto Nacional de Artrite e Doenças Musculosqueléticas e da Pele, as bebidas alcoólicas têm vários efeitos imediatos na sua resistência óssea e na densidade mineral óssea:

  • Nos homens, as bebidas alcoólicas afetam os níveis de testosterona e nas mulheres os níveis de estrogênio, aumentando assim o risco de osteoporose;
  • Beber elimina o equilíbrio interno de cálcio do seu corpo;
  • O álcool aumenta os níveis do hormônio do estresse chamado cortisol, e o cortisol acelera a rapidez com que seus ossos se quebram;
  • A bebida alcoólica afeta o equilíbrio, aumentando os riscos de fraturas ósseas relacionadas a escorregões e quedas;
  • O álcool impede que o seu corpo produza cálcio de maneira adequada, o que por sua vez, afeta a absorção de cálcio.

4. Café

Uma xícara matinal de café não faz muito bem para a densidade mineral óssea, já que a cafeína tem sido associada ao aumento da perda de mineral e ao aumento da fraqueza óssea.

No geral, você deve limitar a sua ingestão de cafeína a aproximadamente 400mg por dia, o que é equivalente a três xícaras de café preto.

O chá verde também é uma ótima alternativa para o café, já que apresenta uma quantidade moderada de cafeína e por isso, poderá te ajudar a começar o seu dia todas as manhãs. Além disso, essa bebida é rica em compostos antioxidantes à base de plantas que os pesquisadores dizem que podem fortalecer seus ossos e prevenir da perda óssea.

5. Alimentos salgados

Atualmente, os brasileiros consomem
uma média de 12 gramas de sal por dia, o que é mais do que o dobro sugerido
pela Organização Mundial de Saúde – 5g de sal por dia (uma colher de chá rasa)
ou 2 mil miligramas de sódio, e isso é uma péssima notícia para os seus ossos.

A cada 2.300mg de sal que uma pessoa consome, 40mg de cálcio saem através da urina, ou seja, quanto mais sal entrar, mais cálcio vai sair do seu osso. E isso não significa que você deva tomar cuidado apenas com as batatas fritas, salgadinhos e outros alimentos salgados, há vários outros alimentos ruins para osteoporose que contêm uma quantidade surpreendente de sódio. Por exemplo, uma fatia média de pão pode conter até 230mg de sal ou uma porção de cereais matinais pode adicionar 300mg de sal à sua dieta.

Verifique os rótulos nutricionais dos alimentos que você consome e reduza o sal ao máximo. Se a sua comida precisa de um pouco mais de sabor, experimente usar temperos sem sal.

Esses são 5 alimentos ruins para osteoporose que, se você quer manter ossos fortes e saudáveis, deve tentar ao menos evitar o consumo deles regularmente.

Você costuma consumir com certa frequência esses alimentos ruins para os ossos? Já teve diagnosticado algum problema nos ossos? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.