Caldo de Frango Engorda? Calorias, Ingredientes e Análise

      Comentários desativados em Caldo de Frango Engorda? Calorias, Ingredientes e Análise
Caldo de frango

Tomar um caldo de frango bem quentinho em um dia de frio ajuda não somente a esquentar como também a dar uma saciada. Entretanto, para quem aprecia o prato, mas deseja e/ou necessita perder peso ou pelo menos não engordar pode aparecer a seguinte dúvida: será que o caldo de frango engorda?

As calorias do caldo de frango

Para começarmos a entender se o caldo de frango engorda ou não, vamos conhecer a quantidade de calorias por porção que o alimento pode trazer.

No entanto, precisamos deixar uma ressalva: como
existem diferentes receitas de caldo de frango, que carregam diferentes
ingredientes em diferentes porções, cada versão do prato apresenta um teor
calórico diferentes.

Mas, para termos uma noção de qual pode ser esse valor, vamos conhecer a quantidade de calorias que podem ser encontradas em algumas versões do caldo de frango. A primeira leva os seguintes ingredientes: 500 g de mandioca, 2 tomates, 2 cebolas grandes, 500 g de peito de frango, 1 cubo de caldo de galinha, cheiro-verde a gosto, 30 g de extrato de tomate e 1 lata de milho verde.

No total, estimamos que a receita possui 2.181,42
calorias. Como ela rende 10 porções, cada uma das porções apresenta 218,142
calorias.

Também calculamos as calorias de uma receita de caldo de frango light, que é composta pelos seguintes ingredientes: 1 filé de frango grelhado desfiado, 1 maço (400 g) de couve-manteiga, 1 cabeça pequena de couve-flor, 2 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem, ½ colher de sopa de manjericão e 1 dente de alho.

Estima-se que, no total, essa receita possui 588,25 calorias. Supondo que ela renda oito porções, podemos concluir que cada porção apresenta aproximadamente 73,5 calorias.

Não podemos deixar de lembrar que as calorias de um
ingrediente podem variar conforme a marca, e os valores citados servem somente
como uma estimativa.

De qualquer maneira, as nossas estimativas mostram
que existem versões mais calóricas e versões menos calóricas do caldo de
frango. Tudo irá depender dos ingredientes escolhidos para a receita.

Portanto, se o seu objetivo é passar longe do aumento de peso, vale a pena dar prioridade aos caldos de frango mais leves, compostos por ingredientes que favorecem o controle ou perda de peso.

As proteínas

Além de conhecermos as calorias, é importante que
olhemos para a composição do prato para saber se o caldo de frango engorda ou
não.

Podemos, por exemplo, falar a respeito do frango, que é o protagonista do caldo e está obrigatoriamente em todas as versões de caldo de frango. Pois bem, o frango é conhecido como uma boa fonte de proteínas: uma porção de 100 g de peito de frango apresenta 29,55 g do nutriente.

Segundo uma revisão publicada no The American Journal of Clinical Nutrition (O Jornal Americano de Nutrição Clínica, tradução livre) refeições que são compostas por, pelo menos, 25 g de proteínas podem auxiliar as pessoas a aumentar o seu nível de saciedade, fazendo com que elas não comam tanto mais tarde, o que contribui com o controle do peso corporal.

O peito de frango tambem é visto como um bom alimento para a dieta de quem necessita emagrecer, Um estudo publicado no periódico Nutrition and Metabolism (Nutrição e Metabolismo) indicou que a elevação da proteína na dieta melhora não somente a saciedade como também o gasto de energia por parte do corpo.

Isso quer dizer que as
proteínas estão associadas a situações como o corpo ficar cheio com menos
calorias e ao auxílio à queima de mais calorias. Além disso, a página também
alegou que o consumo de proteínas está relacionado a efeitos positivos na
composição corporal.

De acordo com uma pesquisa divulgada na publicação Obesity, aumentar o consumo de proteínas na dieta pode estar associado à diminuição do total de gordura corporal e abdominal e ao aumento da massa corporal magra e do gasto de energia do corpo durante períodos de manutenção de perda de peso.

Aproximadamente 35% das
calorias totais da dieta dos participantes do estudo correspondiam às
proteínas, que é o limite de ingestão do nutriente que é considerado seguro
para adultos pela Academia Nacional de Medicina dos Estados Unidos.

De acordo com o especialistas, a maioria das pessoas necessita de 40 g a 70 g de proteínas diariamente e raramente alguém precisa de mais do que isso, a não ser no caso de quem pratica exercícios físicos muito intensos ou participa de competições intensas e de mulheres grávidas.

A importância de maneirar no sal e nos temperos ricos em sódio

Ninguém gosta de ficar inchado, não é mesmo? Afinal, isso dá a impressão de que o corpo é mais volumoso. Por isso, ao preparar o caldo de frango é preciso controlar bem a quantidade de sal e de outros temperos ricos em sódio utilizados para acentuar o sabor do prato.

Por exemplo, meia colherzinha de sal possui 1.162,5
mg de sal, enquanto um tempero como o caldo de galinha da marca Knorr carrega
1078 mg de sódio em meio cubo.

Mas o que o sódio tem a ver com o inchaço? Um dos problemas provocados pelo excesso de sódio no organismo é a retenção de líquidos, condição que causa justamente o inchaço.

É importante saber que ainda que o
corpo humano necessite do sódio para o controle da pressão arterial e do volume
do sangue e para o funcionamento adequado dos músculos, a ingestão de uma
quantidade elevada do nutriente não é nada boa para o organismo – e não somente
por conta da retenção de líquidos.

Os adultos saudáveis não devem consumir mais do que 2,3 mil mg de sódio diariamente, indivíduos com pressão arterial alta não devem ingerir mais do que 1,5 mil mg do mineral e quem tem insuficiência cardíaca congestiva, cirrose do fígado e doença renal podem precisar consumir quantias muito menores do que essas.

Já a Associação Americana do Coração recomenda que os adultos
limitem a sua ingestão de sódio para 1,5 mil mg do nutriente por dia.

Além da retenção de líquidos, o excesso de sódio pode provocar
outros malefícios para a saúde como endurecimento dos vasos sanguíneos, pressão
arterial alta, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) e
insuficiência cardíaca.

Mais importante do que saber se o caldo de frango engorda

É entender que mesmo se ele for usado com sabedoria, em receitas
nutritivas, que também trazem um teor controlado de calorias, ela não irá
provocar o emagrecimento de maneira mágica.

Isso porque nenhuma comida ou bebida causa o aumento ou a diminuição
do peso por si só – é toda uma alimentação que tem grande poder para determinar
como será a silhueta.

Para emagrecer ou não engordar, é fundamental seguir uma dieta
controlada, saudável, nutritiva e equilibrada, composto por diferentes tipos de
alimentos saudáveis, o que pode incluir o caldo de frango.

Tem dificuldade de seguir esse tipo de dieta? Procure o auxílio de um nutricionista, que é o profissional mais indicado para recomendar um regime que te ajude a alcançar os seus objetivos, ao mesmo tempo em que fornece todos os nutrientes e a energia que o organismo exige para funcionar apropriadamente.

O nutricionista também é o mais qualificado para ensinar como o caldo de frango pode ser incluído nas refeições, de modo que não favoreça ou provoque a elevação do peso.

Você já tinha ouvido falar que caldo de frango engorda? Pretende incluir no seu dia a dia? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.