Carne de Lata Faz Mal?

      Comentários desativados em Carne de Lata Faz Mal?
Carne de lata

Os produtos enlatados já fazem parte do nosso dia a dia: leite condensado, creme de leite, ervilha, molho de tomate, milho, atum, sardinha, salmão, azeite, pêssego, abacaxi e achocolatado são alguns dos itens alimentícios que podemos encontrar armazenados e comercializados dentro de uma lata.

Ainda que não seja tão comum para o brasileiro comer carne enlatada, ela é outra opção de produto que pode ser encontrado em lata. Além da carne bovina e de salsichas, é possível encontrar almôndegas, hambúrgueres, frangos desfiados e feijoadas com carnes secas em versões enlatadas.

Mas será que carne de lata faz mal?

A nutricionista Kayla McDonell
afirmou que, ao contrário do que se pensa, nem sempre os alimentos enlatados,
de maneira geral, são menos nutritivos.

“Proteínas, carboidratos e gorduras não são afetados pelo processo (de enlatar o alimento). A maioria dos minerais e vitaminas solúveis em gorduras como as vitaminas A, D, E e K também são retidos. Contudo, como enlatar tipicamente envolve calor elevado, vitaminas solúveis em água como vitamina C e vitamina B podem ser danificadas”, declarou a nutricionista.

O Bisfenol A

Quando analisamos se a carne de lata faz mal, é importante que se conheça alguns compostos que podem ser encontrados nos alimentos enlatados.

De acordo com McDonell, o
Bisfenol A é uma substância química utilizada regularmente na embalagem de
alimentos, o que inclui os enlatados.

“Estudos mostram que o Bisfenol A presente nos alimentos enlatados pode migrar do revestimento da lata para o alimento que você consome. Um estudo analisou 78 comidas enlatadas diferentes e encontrou o Bisfenol A em mais de 90% delas. Aliás, pesquisas deixaram claro que comer alimentos enlatados é uma causa principal para a exposição ao Bisfenol A”, relatou McDonell.

Uma pesquisa realizada por pesquisadores dos Estados Unidos indicou que pessoas que ingeriram uma porção de sopa enlatada diariamente ao longo de cinco dias registraram um aumento de mais de 1000% no nível de Bisfenol A em sua urina.

Mas qual o problema com esse tal Bisfenol A? A nutricionista afirmou que, ainda que as evidências sejam mistas, alguns estudos com seres humanos associaram a substância a problemas de saúde como doença no coração, diabetes do tipo 2 e disfunção sexual masculina.

Existem relatos de que o Bisfenol A também está ligado a efeitos negativos relacionados ao cérebro e ao comportamento. “Se você está tentando minimizar a sua exposição ao Bisfenol A, então consumir muita comida enlatada não é a melhor ideia”, aconselhou a nutricionista. Kayla McDonell.

A questão do sódio

Alguns alimentos enlatados podem ser ricos em sódio. Mas será que isso também é um dos pontos que corroboram a ideia de que a carne em lata faz mal?

Para descobrir isso, consultamos alguns portais que disponibilizam dados nutricionais a respeito de uma série de comidas e bebidas.

De acordo com as informações encontradas,
a carne de vaca enlatada pode apresentar 238 mg de sódio em uma fatia fina, 714
mg de sódio em uma fatia grossa e 964 mg de sódio em uma porção do produto, que
corresponde a 85 g.

Já segundo a Oderich, fabricante
de enlatados em conserva, a sua carne bovina enlatada (corned beef) contém 53
mg de sódio em uma fatia de 30 g ou aproximadamente 176,5 mg de sódio em uma
porção de 100 g.

Para quem gosta e costuma consumir carne enlatada, o ideal é sempre escolher pelo produto que contenha o menor teor de sódio, informação que é encontrada na tabela nutricional presente na embalagem do produto.

Isso
porque, ainda que o corpo humano necessite do sódio para o controle
da pressão arterial e do volume do sangue e para o funcionamento adequado dos
músculos, a ingestão de uma quantidade elevada do nutriente não é nada boa para
o organismo.

Os adultos saudáveis não devem consumir mais do que 2,3 mil mg de sódio diariamente, indivíduos com pressão arterial alta não devem ingerir mais do que 1,5 mil mg do mineral e quem tem insuficiência cardíaca congestiva, cirrose do fígado e doença renal pode precisa consumir quantias muito menores do que essas.

Já conforme a Associação Americana do Coração, os adultos devem limitar sua ingestão de sódio para 1,5 mil mg do nutriente por dia. A Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos alertou que o excesso de sódio pode provocar problemas como retenção de líquidos, endurecimento dos vasos sanguíneos, pressão arterial alta, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência cardíaca.

Você tem o hábito de comer esse tipo de alimento mas já imaginava que a carne de lata faz mal? Pretende reduzir o consumo agora? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.