Como Prevenir o Câncer de Próstata

      Comentários desativados em Como Prevenir o Câncer de Próstata
Câncer de próstata

Alguns cuidados relativamente simples com a saúde podem ajudar a prevenir o câncer de próstata. Vamos mostrar quais são esses cuidados e dar muitas dicas de como prevenir o câncer de próstata e, de quebra, fortalecer a saúde.

Segundo o Inca (Instituto Nacional de Câncer), no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos, é o segundo tipo mais comum.

Embora a maioria dos casos não seja fatal, a condição pode gerar dificuldades no dia a dia e afetar a qualidade de vida dos homens. Por isso, é muito importante saber desde cedo como prevenir o câncer de próstata.

Aproveite para conhecer quais são os alimentos bons para próstata, que já podem ajudar nesse processo de prevenção, e quais são os sintomas, causas e tratamento para próstata inchada.

Câncer de Próstata

A próstata é um órgão masculino localizado logo abaixo da bexiga que produz o sêmen e que é muito importante para as funções reprodutivas. O câncer de próstata é o câncer mais comum entre os homens e, no Brasil, são mais de 2 milhões de casos da doença por ano.

O risco de desenvolver câncer de próstata aumenta com o passar dos anos e é por isso que a partir dos 40 anos é tão importante consultar um médico anualmente para identificar qualquer problema no órgão.

A menos que algum sintoma – como dificuldade de micção ou inchaço na próstata – seja observado, antes dos 40 anos de idade não é preciso ir ao urologista com tanta frequência, já que é muito raro os homens desenvolverem câncer de próstata antes de atingir essa idade.

Fatores de risco

Alguns
fatores de risco para o desenvolvimento da doença aos quais todo homem deve
estar atento são os seguintes:

  • Idade: estatisticamente falando, cerca de 60% dos diagnósticos de câncer de próstata são feitos em homens com 65 anos de idade ou mais;
  • Dieta: seguir uma dieta rica em gordura e pobre em nutrientes pode aumentar o risco de câncer de próstata;
  • Meio ambiente: o ambiente também pode interferir no desenvolvimento de doenças. No caso do câncer de próstata, é possível que a exposição a produtos químicos nocivos à saúde possa aumentar o risco.
  • Genética: fatores genéticos podem influenciar no surgimento de um câncer de próstata. Homens afroamericanos, por exemplo, têm um risco maior de desenvolver esse tipo de câncer do que homens de outras etnias.
  • Histórico familiar: no caso de um parente próximo como um pai ou um irmão já ter apresentado a doença, o risco de o indivíduo também desenvolver câncer de próstata é 2 vezes maior do que daquela pessoa que não tem nenhum caso de câncer de próstata na família.

É possível prevenir o câncer de próstata?

Não existe
nenhuma garantia de que as medidas preventivas são capazes de evitar o câncer
de próstata, mas é possível diminuir bastante o risco da doença.

Segundo a American
Cancer Society
, as melhores formas de prevenção são adotar uma boa dieta e
praticar exercícios físicos.

Logo abaixo, fizemos uma lista de várias dicas que podem auxiliar quem busca como prevenir o câncer de próstata e ainda melhorar a saúde de uma forma geral.

Dicas de como prevenir o câncer de próstata

De uma forma geral, os especialistas recomendam que os homens preservem a saúde como um todo. A maioria das dicas de prevenção tem a ver com bons hábitos alimentares, mas há também outros modos de diminuir o risco de desenvolver a doença, como:

1. Limitar a ingestão de gorduras

Algumas evidências científicas mostram que uma dieta equilibrada com baixa ingestão de gordura pode reduzir o risco de câncer de próstata.

Uma
pesquisa de 2014 indexada no periódico Nutrients mostra que pode existir
uma relação entre o consumo de gordura animal e um aumento do risco de câncer
de próstata.

Estudos
mostraram que homens que consumiram alta quantidade de gordura apresentaram um risco
mais alto de ter câncer de próstata. Isso não quer dizer que o excesso de
gordura é o responsável pelo surgimento do câncer de próstata, mas evitar o exagero
é bom para prevenir o problema e também para evitar outras doenças como a
obesidade e as doenças cardíacas.

2. Optar por gorduras saudáveis como o ômega 3

Apesar de ser importante limitar o consumo de gorduras, é essencial a ingestão de gorduras saudáveis como os ácidos graxos do tipo ômega 3, que são indispensáveis para a manutenção das funções cerebrais, por exemplo.

Há uma
controvérsia em relação ao ômega 3 e a incidência de câncer de próstata. De
acordo com um estudo de 2013 publicado no Journal of the National Cancer
Institute
, homens com altos níveis de ácidos graxos do tipo ômega 3 no sangue
têm uma maior chance de desenvolver câncer de próstata.

Porém, pesquisas mais recentes – como a publicada em 2015 no Journal of the Advanced Practitioner in Oncology – mostram que os métodos usados na pesquisa anterior não foram adequados e que não há uma ligação direta entre o aumento do consumo de ômega 3 e o aumento dos casos de câncer de próstata. Uma outra pesquisa de 2017 publicada no periódico Integrative Cancer Therapies sugere que o ômega 3 pode diminuir o risco de câncer de próstata.

Porém,
alguns especialistas não acreditam que esse ácido graxo seja realmente capaz de
combater o câncer. Ainda assim, os benefícios do ômega 3 para a saúde são
inúmeros e vale a pena a tentativa.

3. Parar de fumar

Homens já diagnosticados com câncer de próstata que fumam são mais propensos a ter a doença novamente. Além disso, os fumantes têm um risco mais alto de morrer por causa da doença.

4. Incluir mais frutas e vegetais na dieta

Os
nutrientes como as vitaminas e os minerais presentes nas frutas e vegetais
ajudam a diminuir o risco de câncer de próstata. Além disso, muitos desses
alimentos apresentam propriedades antioxidantes que ajudam a evitar vários
tipos de câncer e de outras doenças crônicas.

Os
tomates, por exemplo, podem ter um papel na redução do risco de vários tipos de
câncer. Em 2010, uma pesquisa publicada no periódico científico Annual
Review of Food Science and Technology
mostra que o licopeno presente no
tomate pode diminuir o risco de câncer de pulmão, de estômago e de próstata.

Uma boa dica mencionada em um artigo científico publicado em 2018 no Journal of Functional Foods é: quanto mais maduro o tomate, melhor. Isso porque o licopeno é uma substância que se acumula nas frutas durante o amadurecimento, o que significa que os tomates mais vermelhos são mais ricos em licopeno. Outras frutas que são boas fontes de licopeno são a melancia e o damasco.

Além disso, uma pesquisa de 2018 publicada na revista Prostate Cancer and Prostatic Diseases sugere que o aumento no consumo de tomate foi capaz de causar uma redução no risco de câncer de próstata. Ainda assim, os próprios cientistas afirmam que mais pesquisas ainda são necessárias para confirmar esse entre os métodos de como prevenir o câncer de próstata.

5. Ingerir soja

A soja e
seus derivados apresentam altas concentrações de isoflavonas, que são compostos
que apresentam propriedades anti-inflamatórias e que – de acordo com um estudo
publicado no Chinese Medical Journal em 2016 – podem proteger o
organismo contra o câncer de próstata e beneficiar a saúde em geral.

Alguns
derivados de soja bem conhecidos são o leite de soja, o tofu e o missô. Outros
alimentos que também são ricos em isoflavonas são o feijão, o amendoim, a
lentilha, o grão de bico e a alfafa.

6. Ejacular com frequência

Pode parecer estranho, mas estudos estatísticos mostram que homens que ejaculam mais vezes têm um menor risco de desenvolver câncer de próstata. Não se sabe ao certo por que isso acontece, mas a hipótese é que a ejaculação pode ajudar a eliminar substâncias que podem ser irritantes para a próstata.

7. Evitar certos alimentos e nutrientes

Estudos
sugerem que o consumo de açúcar e carboidratos em excesso pode aumentar o risco
de câncer de próstata.

Segundo o National Center Institute dos Estados Unidos, a carne cozida em altas temperaturas pode formar substâncias químicas que alteram o DNA e que, assim, aumentam o risco de um câncer. Dessa forma, o órgão não recomenda a ingestão de carnes cozidas em temperaturas muito altas.

Os óleos vegetais ricos em ômega 6 devem ser evitados por quem busca como prevenir o câncer de próstata pois eles parecem promover o crescimento de células cancerosas na próstata.

Por fim,
apesar de ser estranho limitar o consumo de um nutriente, alguns estudos
indicam que o uso de suplementos de selênio e de vitamina E podem aumentar o
risco de câncer de próstata em alguns homens. Além disso, a American Cancer
Society atestou que baixos níveis de folato no sangue podem ter relação
com um aumento no risco de câncer.

O fato é que – segundo estudo de 2009 publicado no Journal of the National Cancer Institute – o uso de suplementos de ácido fólico também pode aumentar o risco da doença. Assim, o órgão americano recomenda que, em casos de deficiência em folato, o melhor para homens em risco é aumentar a ingestão de folato por meio do consumo de alimentos como verduras, cereais integrais e feijões.

8. Exercitar-se com frequência

Além do fato de a obesidade estar ligada a um aumento do risco de câncer de próstata, as pesquisas têm mostrado que praticar exercícios físicos pode reduzir o risco de desenvolver o câncer.

Além
disso, os exercícios podem trazer outros benefícios para a saúde como promover
a perda de peso e diminuir o risco de doenças cardíacas.

9. Tomar chá verde

Conforme dados publicados em 2008 no American Journal of Epidemiology, homens que tomam chá verde ou suplementos de extrato do chá têm um risco menor de ter câncer de próstata. O mesmo foi observado em um estudo de revisão publicado em 2011 no periódico Phytomedicine. Nesse estudo, foi constatada uma ligação entre os princípios ativos do chá verde e um menor risco de câncer de próstata.

Entretanto,
ensaios clínicos em seres humanos ainda são necessários para comprovar esse
benefício.

10. Beber café moderadamente

Um estudo
de revisão publicado no periódico Scientific Reports da Nature
avaliou os efeitos do consumo de café em relação ao risco de câncer. Os
pesquisadores concluíram que as propriedades antioxidantes do café podem
diminuir as chances de um homem desenvolver câncer de próstata.

Segundo estudo publicado em 2014 na revista Cancer Causes & Control, o consumo de 4 a 5 xícaras de café diariamente pode diminuir o risco de casos graves de câncer de próstata. Além disso, outro estudo do mesmo ano publicado no Annals of Oncology atesta que a cada 3 xícaras de café ingeridas, o risco de câncer de próstata fatal é reduzido em até 11%.

Como altas
doses de cafeína podem causar problemas de saúde, é sensato não ultrapassar a
dose diária de 400 miligramas de cafeína por dia – o equivalente a cerca de 4
xícaras de café.

11. Manter um peso saudável

Homens considerados obesos apresentam um risco maior de desenvolver câncer de próstata em relação àqueles que têm um peso adequado à altura e idade.

Uma pessoa
é considerada obesa quando o índice de massa corporal (IMC) é igual ou maior do
que 30. Se você se encontra nessa situação, é importante praticar exercícios
físicos e melhorar a dieta para perder o peso em excesso.

12. Usar medicamentos

O uso de
medicamentos como a aspirina, a finasterida e a dutasterida podem ajudar a
reduzir o risco de câncer de próstata, mas até o momento não há estudos
científicos que comprovem esse fato e nunca nenhum tipo de remédio deve ser
usado sem consentimento ou indicação de um médico.

13. Visitar um urologista regularmente

É importante visitar um médico regularmente para a realização de exames periódicos para identificar qualquer alteração na próstata. Essa visita regular ao médico é necessária principalmente se o indivíduo apresentar fatores de risco ou sintomas como dificuldade para urinar, presença de sangue na urina ou no sêmen e desconforto na região pélvica.

Todos
esses sinais podem indicar um problema ou nódulo na próstata que merece ser
avaliado e, se necessário, tratado.

Referências Adicionais:

Você já sabia como prevenir o câncer de próstata? Conhece alguém que já foi diagnosticado com tal condição? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.