Depilação a Laser Dói? Como Funciona, Quanto Custa e Dicas

      Comentários desativados em Depilação a Laser Dói? Como Funciona, Quanto Custa e Dicas
Depilação a laser

Já pensou em fazer uma depilação a laser? Esse procedimento para remoção de pelos do corpo acontece por meio da transmissão de uma luz altamente concentrada aos folículos capilares. Os pigmentos dos folículos absorvem essa luz, que destrói o pelo.

A depilação a laser pode ser feita em regiões do corpo como rosto, pernas, braços, axilas, a área onde fica a marquinha do biquíni, entre outras localidades.

A lista benefícios apontados para esse tipo de método de remoção
de pelos inclui: precisão, rapidez e a
perda permanente de pelos depois de um determinado número de sessões para boa
parte dos pacientes.

Será que a depilação a laser dói?

Agora que já vimos o que é e como funciona o procedimento, chegou a hora de abordamos a questão: será que a depilação a laser dói?

Antes de tudo, precisamos lembrar que a questão da dor pode não ser tão exata, já que algumas pessoas são mais resistentes à sensação de dor do que outras. Portanto, uma pessoa pode achar que a depilação a laser dói mais do que outra.

Em artigo publicado, a articulista Dina Mikhails falou a respeito
da sensação provocada pela depilação a laser. Mikhails descreveu o procedimento
como “uma banda elástica estalando seguido de uma sensação refrescante” e
afirmou que as localidades mais íntimas do corpo doem mais durante a depilação.

A escritora de ficção e poeta Christine Stoddard também registrou suas impressões a respeito da depilação a laser. Stoddard contou que, ao longo de mais de um ano, ela compareceu a nove sessões de depilação a laser, com cada uma durando aproximadamente o mesmo que um intervalo para o almoço.

Para a escritora, o procedimento doeu: “Deixe-me explicar o que eu quero dizer por ‘dor’. Em cada sessão, eu tinha uma bolinha contra o estresse em cada mão. Eu gritei palavrões e mordi minha bochecha e/ou língua em mais de uma ocasião. Cada ‘zap’ (do laser) durava uma fração de segundo e queimava, com os momentos entre os ‘zaps’ não permitindo muito alívio. Depois que a enfermeira terminava de tratar um ponto, ela colocava uma compressa de gelo para anestesiar a dor. Ao final da sessão, ela esfregava loção nos pontos tratados. Houve uma vez em que a dor foi além do ranger de dentes”, descreveu Stoddard.

A dor da depilação a laser separada por região corporal

Por sua vez, segundo uma reportagem detalhando quanto a depilação a laser dói em cada região do corpo, em uma escala de dor que vai de 1 até 10 – sendo 10 a pior dor, o nível de dor da depilação a laser no rosto fica entre 2 a 8.

O lábio superior é onde dói mais por se tratar da localidade da face que tem os pelos mais finos, enquanto os locais da pele onde há mais grossura, como o queixo e costeletas, a dor é considerada muito mais aceitável.

A publicação classificou a depilação a laser nas axilas com um
nível 9 de dor, explicando que a área é apontada por pacientes como a que fica
mais dolorida no procedimento.

De acordo com a médica dermatologista Elizabeth Tanzi, a sensação é parecida com a de uma agulha profunda.

Conforme relatado, a dor da região da marquinha do biquíni não
fica muito atrás na escala de dor, já que recebeu a pontuação 8. Já a área dos
braços deve doer bem menos, já que recebeu a pontuação 3 na escala de dor da
publicação.

A dermatologista Kim Nichols também explicou que, como a pele é grossa nos antebraços, a sensação é mínima. A dor é tão leve que poderia ser chamada de desconforto, tanto que a maioria dos pacientes nem precisa do creme anestésico para essa localidade.

Chegou a vez das pernas, que receberam a pontuação 6 ou 7 na
escala. Já a área do estômago, também conhecida como barriga, foi avaliada com
um 4 na escala de dor da publicação.

A dermatologista Kim Nichols descreveu que o laser pode fazer cócegas no local, o que faz com que algumas pacientes fiquem inquietas e se mexam durante o procedimento.

Já a região das costas foi classificada com uma pontuação 8 na
escala de dor da depilação a laser apresentada na reportagem. Nichols contou
que recomenda que seus pacientes utilizem um creme anestésico por conta da
densidade dos pelos nas costas.

Segundo ela, se a pessoa usa o creme anestésico antes do
procedimento, a dor pode cair para uma pontuação mais tolerável, de 2 a 4.

Quanto custa a depilação a laser?

Agora que já vimos se a depilação a laser dói, chegou a hora de
conhecermos quanto ela pode doer no bolso, ou seja, qual pode ser o seu preço.

Para termos uma noção mais ampla de quantos reais a depilação a laser pode custar em uma clínica reproduzimos na lista a seguir a tabela de preços de uma clínica de Porto Alegre, para o procedimento em diferentes regiões do corpo por sessão:

  • Sobrancelhas – R$ 100,00;
  • Axilas – R$ 140,00;
  • Buço – R$ 100,00;
  • Queixo – R$ 100,00;
  • Pescoço – R$ 160,00;
  • Barba/Rosto Inteiro – R$ 280,00;
  • Braços – R$ 220,00;
  • Antebraços – R$ 220,00;
  • Tórax – R$ 220,00;
  • Abdomem – R$ 220,00;
  • Ombros – R$ 190,00;
  • Costas – R$ 390,00;
  • Glúteos – R$ 220,00;
  • Virilha Parcial – R$ 180,00;
  • Virilha Total – R$ 220,00;
  • Virilha Parcial Masculina – R$ 250,00;
  • Virilha Total Masculina – R$ 280,00;
  • Coxas – R$ 390,00;
  • Meia Perna – R$ 300,00;
  • Mamilos – R$ 100,00.

Vale destacar que o preço pode sempre variar de acordo com cada
clínica, profissional e/ou cidade onde o procedimento é realizado.

Se você encontrar um local que oferece a depilação a laser por um valor muito mais barato do que a concorrência, desconfie e investigue, para se certificar de que não se trata de uma falcatrua ou de algo inseguro, com profissionais desqualificados e/ou equipamentos ineficientes, danificados ou perigosos.

Cuidados com a depilação a laser

Para ter uma depilação a laser segura, é fundamental checar as credenciais do profissional que vai executar o procedimento, garantindo que ele é realmente treinado e qualificado para realizar o tratamento.

Além disso, quem quer manter a integridade do corpo precisa
consultar o dermatologista antes de se submeter ao procedimento.

Até porque trata-se de uma técnica que exige treinamento para ser
executada e carrega riscos em potencial. Uma vez que o profissional tiver sido
escolhido, o paciente deve ouvir e obedecer a todas as suas recomendações para
o período anterior e posterior à realização do procedimento.

Entre os possíveis efeitos colaterais da depilação a laser estão:
o aparecimento de bolhas, que é mais provável em pessoas com pele mais escura,
inchaço, vermelhidão e cicatrizes. Mudanças na coloração da pele e cicatrizes
permanentes são apontadas como reações raras do procedimento.

Por exemplo, deve-se evitar a exposição ao sol seis semanas antes
e depois da depilação a laser porque a exposição ao sol torna o procedimento
menos efetivo e aumenta as chances de ocorrem complicações associadas ao
tratamento.  

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que depilação a laser dói? Conhece alguém que tenha feito e afirme isso? Tem receio de fazer por conta dessa sensação? Comente abaixo! 

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.