Formigamento no Couro Cabeludo – O Que Pode Ser e O Que Fazer

      Comentários desativados em Formigamento no Couro Cabeludo – O Que Pode Ser e O Que Fazer
Formigamento no couro cabeludo

O couro cabeludo e é definido como o invólucro ou envelope de tecido mole da abóbada craniana (parte superior do crânio), que é constituído por cinco camadas. Veja a seguir o que pode ser o formigamento no couro cabeludo e saiba o que fazer se estiver sentindo esse problema, de acordo com o diagnóstico.

Essas cinco camadas são chamadas de pele, tecido conjuntivo, aponeurose epicraniana, tecido areolar solto e pericrânio. As primeiras três camadas do couro cabeludo ficam juntas em uma única unidade, que pode se mover ao longo do tecido areolar solto sobre o pericrânio.

É do couro cabeludo que os nossos cabelos nascem, herdando tanto as suas qualidades quanto os seus defeitos. Tanto que um couro cabeludo mal cuidado pode atrapalhar a nutrição dos fios e resultar em problemas como caspa, descamação e oleosidade em excesso.

Entretanto, mais do que isso, os sinais e sintomas que surgem no nosso couro cabeludo podem indicar a presença de alguma condição ou doença.

Aproveite para conhecer também o que pode ser formigamento no rosto, se for esse o seu caso.

Você sabe o que pode ser o formigamento no couro cabeludo?

Você é daqueles que fica
preocupado quando sente algo estranho no couro cabeludo? Ou não dá tanta
importância assim às reações que aparecem nessa região do corpo?

Saiba que o formigamento no couro cabeludo é um sintoma que merece a nossa atenção, pois pode ser sinal de uma série de problemas. Entre as possíveis causas apontadas para esse sinal, encontram-se:

1. Irritação na pele

A poluição e alguns produtos
para os cabelos como tintas, descolorantes, itens de alisamento e shampoos com
fragrâncias ou substâncias químicas podem irritar a superfície do couro
cabeludo.

Além disso, detergentes
de roupa (sabão em pó, líquido ou concentrado), sabonetes, cosméticos, água,
hera venenosa e metais também podem provocar irritações no couro cabeludo.

É importante saber ainda que se esquecer de enxaguar o shampoo dos cabelos pode causar coceira e que a aplicação de calor pode piorar a irritação.

2. Doenças de pele

As seguintes doenças também foram apontadas como possíveis causadoras de formigamento no couro cabeludo e de outros sintomas como coceira, sensação de picadas e ardor:

  • Psoríase: se desenvolve quando as
    células da pele são reproduzidas mais rapidamente do que o habitual e provocam
    manchas elevadas de pele seca e escamosa. Segundo a Fundação Nacional da
    Psoríase dos Estados Unidos, a psoríase no couro cabeludo atinge pelo menos um
    em cada duas pessoas que sofrem com a doença;
  • Dermatite seborreica: a condição afeta o
    couro cabelo e outras áreas propensas ao óleo. Seus sintomas também podem
    incluir vermelhidão, pele oleosa, pele inflamada e escamação;
  • Foliculite: é caracterizada pela
    inflamação e o inchaço dos folículos capilares. Pode ter causas bacterianas,
    virais ou fúngicas e provocar dor, espinhas parecidas com protuberâncias
    vermelhas e lesões na pele;
  • Arterite de células gigantes ou arterite temporal: é uma doença rara que costuma atingir pessoas mais velhas e
    aparece quando o sistema imunológico ataca as artérias, provocando inflamação.
    A condição pode causar ainda dores de cabeça e nas articulações, além de
    sensibilidade e dor no couro cabeludo e na face;
  • Alopecia areata: às vezes, pessoas que sofrem
    com esse doença caracterizada pela queda dos cabelos relatam sentir
    formigamento ou ardor no couro cabeludo.

3. Fatores hormonais

As oscilações hormonais associadas com o ciclo menstrual, a
gestação e a menopausa podem desencadear o formigamento no couro cabeludo.

Além disso, a di-hidrotestosterona (DHT) é um hormônio sexual
masculino que já foi associado com a perda capilar: homens e mulheres que
sofrem com a queda de cabelo costumam ter níveis elevados de DHT.

Mas o que isso tem a ver com o formigamento no couro cabeludo?
Bem, embora não se tenha pesquisas que associem o DHT ao sintoma, algumas
pessoas já afirmaram terem experimentado uma sensação de formigamento durante a
perda de cabelos.

Entretanto, acredita-se que a maioria das causas de formigamento no couro cabeludo não estão ligadas à queda de cabelo.

4. Causas climáticas

Enquanto um tempinho de inverno pode deixar o couro cabeludo seco ou com coceira, a queimadura de sol pode causar formigamento no couro cabeludo e o calor e a umidade podem provocar uma sensação de picada na região.

5. Outros motivos

Piolhos, o uso de certos medicamentos, dores de cabeça como a
enxaqueca, esclerose múltipla, disfunção ou dano nervoso, pouca higiene,
infecções no couro cabeludo, estresse ou ansiedade também podem provocar o
formigamento no couro cabeludo.

E então, o que fazer?

O formigamento leve no couro cabeludo geralmente some por conta própria e quando a causa do problema é um produto utilizado nos cabelos, ele costuma ser aliviado com a interrupção do uso do produto em questão.

A partir de então, você pode começar a testar os produtos
capilares em uma área pequena da pele antes de começar a usá-lo e escolher
itens mais fraquinhos e suaves como shampoo para bebê ou para couro cabeludo
sensível.

Entretanto, é preciso ficar atento para as outras possíveis causas do problema, principalmente com as doenças que podem estar por trás do formigamento no couro cabeludo.

Portanto, se o sintoma não sumir rapidamente por conta própria,
não for aliviado com a interrupção do uso de produtos para o cabelo
potencialmente irritantes para a pele ou vier acompanhado de outros sintomas, é
fundamental procurar um médico dermatologista, contar a ele todos os sinais que
experimentou (inclusive os que não estiverem relacionados à pele) para receber
o diagnóstico e o tratamento adequados.

No caso de uma doença de pele, esse tratamento poderá incluir o
uso de medicamentos de venda livre ou de prescrição médica, de cremes ou
shampoos.

Já se os sintomas apontarem para algum outro tipo de doença, o
dermatologista certamente te encaminhará para outro especialista de modo que
você pode receber o diagnóstico e dar início ao tratamento que precisa.

Referências Adicionais:

Você já sentiu formigamento no couro cabeludo? O que foi diagnosticado pelo médico? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.