Musculação Terapêutica – O Que é, Benefícios, Exercícios e Dicas

      Comentários desativados em Musculação Terapêutica – O Que é, Benefícios, Exercícios e Dicas
Musculação terapêutica

Você provavelmente já deve ter ouvido falar a respeito de pessoas que praticam a musculação como uma forma de melhorar a sua disposição, diminuir o peso ou ganhar mais músculos. Mas sabia que existe uma forma de musculação terapêutica?

Confira o que é a musculação terapêutica, quais benefícios pode promover e conhecer alguns exercícios e dicas da prática.

Aproveite para conhecer também o que é musculação funcional e algumas dicas de exercícios para idosos.

O que é a musculação terapêutica?

O
pesquisador em musculação terapêutica Ricardo Wallace Lucas explica que a visão
que a população costuma ter em relação à musculação – aquela ideia de puxar
ferro – é equivocada.

O pesquisador disse que musculação significa uma “ação muscular em qualquer movimento (em) que se possa desenvolver o músculo” e esclareceu que a musculação terapêutica tem o objetivo de desenvolver os músculos dentro daquilo que cada pessoa necessita, nada mais.

De
acordo com informações do Instituto de Excelência em Educação em Saúde (IEES),
a musculação terapêutica é um método que visa o ganho ou devolução de força e
resistência muscular para a pessoa sedentária ou que se encontra debilitada.

O
pesquisador Ricardo Wallace Lucas ressaltou ainda que os obesos também fazem
parte do público-alvo da musculação terapêutica e que a técnica se baseia em
dois pilares: o controle da frequência cardíaca e a execução de movimentos
funcionais que costumam ser realizados no dia a dia.

Ele contou que são realizados poucos exercícios que, no entanto, acontecem na medida necessária, conforme o momento ou estado de saúde de cada paciente.

Na técnica, um fisioterapeuta realiza exames e diagnósticos, elabora uma programação e, só então, o paciente começa as suas sessões de exercícios, que são feitos individualmente, com o auxílio de pesos e caneleiras, conforme a condição física de cada praticante.

O pesquisador disse que a técnica é preventiva, curativa e de manutenção, podendo durar entre seis meses a dois anos.

Quais os benefícios atribuídos à musculação terapêutica?

A musculação terapêutica pode auxiliar o emagrecimento. Além disso, benefícios como o combate à hipertensão, a diminuição dos níveis de glicose no sangue e a melhoria das noites de sono já foram associados ao método.

A
Associação Brasileira de Academias (Acad Brasil) informou que a musculação
terapêutica é uma atividade bastante procurada por pessoas da terceira idade
graças ao fato de contribuir com a prevenção de problemas nos ossos.

A musculação terapêutica também pode contribuir em relação ao controle inflamatório e auxiliar a coordenação motora dos pacientes, por conta dos exercícios serem lentos e recorrerem a movimentos rotineiros do dia a dia como empurrar e puxar com os braços e as pernas.

A
musculação terapêutica também pode colaborar no que se refere à ampliação da
massa óssea e ao crescimento de massa muscular.

Entretanto,
o pesquisador Ricardo Wallace Lucas alertou que todo esse trabalho da
musculação terapêutica vai depender da alimentação do paciente. Ou seja, além
de seguir a técnica com o acompanhamento de um profissional especializado na
musculação terapêutica, o praticante também precisa aderir a uma alimentação
saudável e adequada.

Por
isso, para assegurar que os resultados sejam realmente positivos e que não
ocorram decepções, vale muito a pena procurar o auxílio de um bom nutricionista,
que é o profissional mais indicado para recomendar uma alimentação apropriada
para acompanhar a prática da musculação terapêutica.

Certamente o nutricionista recomendará uma dieta que, além de trabalhar ao lado da técnica para a obtenção dos benefícios prometidos por ela, se encaixe na rotina do paciente e forneça todos os nutrientes e a energia que o seu organismo necessita para funcionar apropriadamente.

Cuidados com a musculação terapêutica

Empolgou-se com os benefícios que a musculação terapêutca pode trazer? Então, antes de aderir à prática, não tenha pressa e faça tudo com bastante segurança: trate de procurar o médico para se certificar de que realmente está apto a executá-la e se ela é realmente indicada para o seu caso.

Isso
é especialmente importante quando falamos de pessoas obesas, idosas,
sedentárias ou que se lesionaram recentemente e apresentam falta de costume ou
dificuldades para praticar atividades físicas.

Se o médico autorizar, peça a ele a indicação de um fisioterapeuta ou educador físico especialista na técnica para te orientar e acompanhar durante os exercícios. Lembre-se de que, como vimos acima, é necessário que o profissional avalie cada paciente e elabore uma programação voltada às suas necessidades antes de dar início ao tratamento.

Sempre obedeça às recomendações do fisioterapeuta que te acompanhar e, caso sinta algum incômodo ou dor além do normal durante as sessões, informe-o a respeito do problema para que ele avalie a respeito do que isso pode se tratar e se existe a necessidade de procurar o auxílio médico.

Fazer qualquer tipo de atividade física – inclusive a musculação terapêutica – por conta própria ou com o auxílio de um profissional não qualificado não traz somente o risco de não alcançar os objetivos desejados, mas também o perigo de se machucar por não saber ou não aprender corretamente como executar um movimento ou por se exercitar além dos limites do corpo, por exemplo.

Você já conhecia a musculação terapêutica? Conhece alguém que pratique e tenha bons resultados? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.