9 Sintomas da Infecção Urinária – Cuidados e Dicas

      Comentários desativados em 9 Sintomas da Infecção Urinária – Cuidados e Dicas
Infecção urinária

A infecção urinária pode atingir
qualquer parte do sistema urinário e afeta em sua maioria as mulheres.
Infecções desse tipo podem causar muita dor e levar a complicações de saúde se
não tratadas da forma correta.

Se você suspeita que está com uma infecção urinária, confira esta lista dos principais sintomas da infecção urinária que, sem dúvidas, vai ajudar a identificar a presença da infecção, além de encontrar várias dicas e cuidados para evitar a reincidência da mesma.

Infecção urinária

A infecção urinária pode ser
conhecida também como infecção do trato urinário. Ela pode afetar
compartimentos como a uretra, a bexiga, os ureteres e os rins. A maioria das
infecções urinárias afeta a bexiga e a uretra e causa uma dor aguda muito
incômoda.

Sintomas da infecção urinária

A infecção urinária pode causar muitos sinais físicos. Os principais são os seguintes:

1. Urina turva

Ao invés de um líquido límpido, a urina pode passar a ter um aspecto turvo devido à infecção. Assim, se a sua urina mudar de aspecto, é um grande indício de que você está com infecção urinária.

2. Vontade de urinar com frequência

Pacientes com infecção no trato urinário apresentam uma vontade muito forte e urgente de urinar o tempo todo, condição chamada de polaciúria. A irritação causada na bexiga pela infecção dá a sensação de que a bexiga não está vazia, o que faz com que o paciente vá ao banheiro várias vezes e só consiga urinar muito pouco.

3. Urina com sinais de sangue

Urina com cor diferente como
avermelhada ou de cor rosa brilhante pode ser sinal de sangue na urina,
condição conhecida como hematúria.

Embora o sangue na urina possa assustar, geralmente não quer dizer que o problema é grave, mas sim que a bexiga ou a uretra estão irritadas ou levemente machucadas.

4. Odor na urina

A urina pode ficar com um cheiro diferente ou mais forte do que o usual. A mudança do cheiro tem a ver com a presença de muitas bactérias na urina.

5. Ardor ao urinar

Dentre os sintomas da infecção urinária mais comuns, está a sensação de ardência ao urinar por causa da irritação no trato urinário.

6. Febre

Como em qualquer infecção, a febre se faz presente também na infecção urinária. No entanto, ela é mais comum em casos de pielonefrite. Nos casos mais comuns de infecção no trato urinário, a febre não é um sintoma recorrente.

7. Dor pélvica

Principalmente em mulheres, pode ser observada a dor pélvica. Essa dor costuma atingir o centro da pélvis e a região ao redor da área do osso púbico.

8. Volume baixo de urina

Além de sentir mais vontade de urinar, a pessoa com infecção urinária produz baixo volume de urina justamente por ir com tanta frequência ao banheiro.

9. Dor para urinar

Conhecida como disúria, a dor para urinar é um dos piores sintomas de da infecção urinária. Geralmente, a dor ocorre quando a infecção afetou a bexiga ou a uretra.

Outros sintomas mais específicos

Existem ainda alguns sintoma da infecção urinária que permitem identificar qual parte do trato urinário está sendo afetada.

Quando afeta os rins, por exemplo, os sinais observados geralmente incluem náusea, vômito, febre alta, tremores, calafrios e dor nas partes superior e lateral das costas.

Na bexiga, os sintomas são
desconforto no abdômen inferior, micção frequente e dolorosa, presença de
sangue na urina e pressão pélvica.

Quando a infecção atinge a uretra,
os sintomas podem incluir corrimento uretral, ardência durante a micção e
micção frequente.

Principais causas

Uma infecção no trato urinário é geralmente causada por bactérias que entram no trato urinário por meio da uretra. Dentro do sistema urinário, tais micro-organismos começam a crescer e se multiplicar na bexiga.

Na maioria dos casos, o próprio
organismo tem barreiras de defesa que impedem que essas bactérias passem para
outras partes do trato urinário. No entanto, algumas vezes esse mecanismo falha
e é aí que a infecção pode se espalhar para outros compartimentos do trato
urinário.

As infecções urinárias mais comuns são as que afetam a uretra ou a bexiga, mas o problema também pode chegar até os rins.

– Uretrite

A infecção da uretra ou uretrite é causada por bactérias encontradas no trato gastrointestinal que se espalham do ânus para a uretra. Além disso, doenças sexualmente transmissíveis como a herpes, a clamídia, a gonorreia e a micoplasma podem causar uretrite devido à proximidade da vagina com a uretra.

– Cistite

A cistite ou infecção da bexiga pode ser causada pela bactéria Escherichia coli, que é um tipo de bactéria presente no trato gastrointestinal ou por outros tipos de bactérias. Relações sexuais também podem causar cistite.

– Pielonefrite

Em casos em que a infecção atinge os rins, é chamada de pielonefrite. Para atingir os rins, a infecção tem que romper várias barreiras, tratando-se geralmente de uma complicação da infecção urinária.

Fatores de risco

Além das causas da infecção urinária mencionadas acima, existem alguns fatores que contribuem para a ocorrência de infecções deste tipo. Alguns deles são:

– Ser mulher

As mulheres geralmente sofrem mais dos sintomas da infecção urinária do que os homens por causa da anatomia feminina. A proximidade entre a uretra e o ânus e a curta distância entre a abertura uretral até a bexiga facilitam a entrada de bactérias no trato urinário.

Além disso, a uretra da mulher é mais curta do que a do homem, o que faz com que a distância que as bactérias precisam correr para alcançar a bexiga seja bem menor.

– Menopausa

Depois da menopausa, ocorre um declínio na produção de estrogênio. Essas alterações hormonais ocasionam alterações também no trato urinário, deixando-o mais vulnerável a infecções.

– Controle de natalidade

Alguns métodos contraceptivos como os diafragmas ou os agentes espermicidas podem aumentar o risco de uma infecção urinária.

– Atividade sexual

Quanto mais relações sexuais uma pessoa tiver, maior o risco de contrair uma infecção. No entanto, basta se proteger ou ter um parceiro fixo com a saúde em dia que a chance de ter uma infecção urinária reduz naturalmente.

– Uso de catéter

Algumas pessoas podem precisar de um catéter para urinar quando elas não conseguem fazer isso sozinhas, seja por causa de um problema de saúde como distúrbios neurológicos, uma paralisia ou devido a uma hospitalização. Nesses casos, o risco de uma infecção no trato urinário aumenta muito.

– Procedimento urinário ou cirurgia recente

Uma cirurgia no trato urinário ou um exame na mesma região podem aumentar o risco de uma infecção urinária.

– Sistema imunológico enfraquecido

Doenças autoimunes costumam prejudicar o funcionamento normal do sistema imunológico. Isso faz com que o corpo tenha menos mecanismos de defesa contra germes e micro-organismos que podem causar a infecção urinária.

– Anormalidades no trato urinário

Pessoas que já nasceram com anomalias no trato urinário que impedem a saída normal da urina têm um risco maior de ter uma infecção urinária.

– Bloqueios no trato urinário

A presença de pedras nos rins ou
outros problemas de saúde como o aumento da próstata podem fazer com a urina
fique presa na bexiga, aumentando o risco de infecções.

O que fazer?

Depois de diagnosticar uma infecção
no trato urinário por meio de exames simples de urina em conjunto com uma
análise dos sintomas, o tratamento deve ser feito. Apesar de um corpo saudável
ser capaz de combater a infecção sozinho, o tratamento não deve ser ignorado
quando indicado por um médico.

Geralmente, o uso de antibióticos é necessário para tratar a infecção. O tipo utilizado vai depender do tipo de bactéria e da gravidade da infecção. Vale lembrar que o uso de antibióticos deve ser feito cuidadosamente para evitar o crescimento de superbactérias resistentes que podem causar problemas ainda piores no futuro.

Cuidados e dicas

A infecção urinária não causa
complicações com frequência, mas a negligência no tratamento pode sim trazer
consequências graves para a saúde. Algumas dessas complicações podem incluir:

  • Danos renais permanentes;
  • Aumento do risco de bebês prematuros
    ou bebês que nascem com peso baixo em gestantes infeccionadas;
  • Infecções recorrentes;
  • Sepse em que a infecção se espalha
    até os rins;
  • Estresse uretral ou estenose em
    homens que apresentam uretrite recorrente.

Se você deseja evitar a recorrência ou reduzir o risco de sofrer os sintomas da infecção urinária mesmo se nunca teve uma na vida, algumas medidas que podem ser tomadas são:

1. Beber muitos líquidos

A hidratação é muito importante para ajudar a diluir a urina, fazendo com que a pessoa urine com mais frequência. Isso também ajuda a eliminar com mais efetividade bactérias e outros micro-organismos que podem estar presentes no organismo, prevenindo infecções.

2. Ter cuidado ao se limpar após a evacuação

Depois de fazer as necessidades fisiológicas, é importante limpar bem o local. Uma boa dica é limpar sempre na direção da frente para trás, pois isso evita que bactérias da região do ânus se espalhem para a vagina e para a uretra.

3. Evitar o uso de produtos irritantes

Alguns tipos de produtos cosméticos podem irritar a pele na região genital. Assim, é muito importante escolher produtos que não irritem a pele, pois uma irritação na uretra pode facilitar a entrada de micro-organismos nocivos.

4. Mudar o método contraceptivo

Métodos contraceptivos como diafragmas ou preservativos não lubrificados ou aqueles tratados com espermicidas podem contribuir para o crescimento de bactérias. Assim, pode ser importante mudar o método anticoncepcional se a recorrência de infecções urinárias for muito alta.

5. Esvaziar a bexiga após as relações sexuais

Durante uma relação sexual, pode acontecer o contato com diversas bactérias. Para evitar que tais bactérias entrem na uretra, uma boa medida de prevenção é beber um copo de água e tentar urinar logo após a relação, já que as bactérias que podem ter entrado têm a chance de sair pela urina antes de causar qualquer problema.

Importância do diagnóstico e do tratamento

Um bom diagnóstico é indispensável, já que um diagnóstico errado pode levar ao uso inapropriado de antibióticos. Assim, é muito importante consultar um bom profissional, já que muitos sintomas da infecção urinária podem ser confundidos com outros problemas de saúde que afetam a área genital.

Alguns problemas que podem ser confundidos com uma infecção de urina incluem:

– Infecções fúngicas

Quando fungos como a Candida albicans crescem em excesso na
vagina, podem ocorrer infecções. Muitas pessoas sentem dor e irritação após a
micção, o que faz com que algumas pessoas se confundam e pensem que estão com
uma infecção urinária.

Além disso, uma infecção fúngica que causa coceira e irritação na região da vagina em mulheres pode ser um sintoma de uma doença sexualmente transmissível.

– Infecção ginecológica

Infecções ginecológicas também podem resultar em dor ao urinar. No entanto, corrimentos vaginais também costumam ser observados quando há uma infecção ginecológica, o que ajuda a diferenciar ambas condições.

– Cistite intersticial

Chamada também de síndrome da bexiga dolorosa, a cistite intersticial apresenta sintomas semelhantes aos sintomas da infecção urinária como grande vontade de urinar e dor na região pélvica.

A diferença em relação a uma cistite causada por bactérias é que a cistite intersticial pode ser causada por anormalidades no revestimento da bexiga, por retenção crônica na urina ou por nervos pélvicos hiperativos ou inflamados.

– Cistos ovarianos

Cistos no ovário podem causar sintomas que afetam o trato urinário e o sistema reprodutivo. O aumento da frequência de micção e a vontade de urinar, por exemplo, podem ser facilmente confundidos com sintomas de infecção urinária.

– Doenças sexualmente transmissíveis como herpes ou clamídia

Uma doença sexualmente transmissível como a herpes ou a clamídia pode produzir sintomas muito parecidos com sintomas da infecção urinária como dor ao urinar ou dor na parte inferior do abdômen. Porém, doenças sexualmente transmissíveis podem causar outros sintomas como bolhas ou erupções na região vaginal, dor ao fazer sexo e náusea.

– Prolapso da bexiga

Essa condição é resultante de uma deterioração na parede da bexiga frontal que causa muitos sintomas desagradáveis e similares aos de uma infecção urinária, como vazamento de urina e dificuldade para urinar.

Identificar a sua condição de saúde
é crucial para o sucesso do tratamento. Por isso é tão importante evitar a
automedicação e procurar um médico capacitado ao suspeitar de uma infecção
urinária para ter certeza do que você está tratando e ter uma melhora
rapidamente.

Mesmo ao apresentar todos os sintomas mencionados acima, é prudente visitar um médico para realizar exames de urina e confirmar o diagnóstico. Dessa forma, o tratamento será muito mais eficaz e seguro.

Referências Adicionais:

Você já sentiu alguns destes sintomas da infecção urinária? Já foi diagnosticado com essa condição? Que tratamento foi recomendado pelo médico? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.