Alho é Bom para Diabetes?

      Comentários desativados em Alho é Bom para Diabetes?
Alho

O alho é uma das plantas mais antigas cultivadas em todo o mundo, e é considerado tanto um alimento como um medicamento muito tradicional. Por exemplo, existem algumas evidências de que o consumo de alho é bom para diabetes. Confira a seguir se isso é verdade mesmo e como funciona.

O extrato de alho é um composto de
várias atividades biológicas e provou ser benéfico para a saúde das pessoas
devido aos seus efeitos antimicrobianos, anticarcinogênicos, antioxidantes,
antiasmáticos, antimutagênicos, prebióticos e imunomoduladores.

Estudos já demostraram que esta planta pode reduzir o nível de pressão arterial e problemas cardiovasculares em pacientes que sofrem de hipertensão grave. Além disso, pode desempenhar papeis positivos na prevenção primária do câncer colorretal e na mortalidade cardiovascular, embora os efeitos não tenham sido completamente confirmados.

Aproveite para conhecer uma lista de todos os benefícios do alho para a saúde e boa forma e entenda se o alho baixa pressão alta mesmo.

Atualmente, o extrato de alho está se tornando um dos medicamentos mais estudados, e seus efeitos positivos no controle da glicemia e regulação de líquidos foram relatados, o que atraiu cada vez mais a atenção dos pesquisadores.

A diabetes e o índice glicêmico

As pessoas que têm diabetes são incapazes de produzir a quantidade suficiente de insulina ou de utilizar de maneira eficiente a insulina que o seu corpo produz. Uma maneira de manter os níveis de açúcar no sangue o mais estáveis possível é verificando o índice glicêmico (IG) de cada alimento, pois ele mostra quanto um determinado alimento pode aumentar seus níveis de açúcar no sangue.

O IG ajuda no planejamento das refeições
diárias e evita combinações de alto teor de carboidratos. Um baixo IG está
entre 1 e 55 e é considerado alto quando está entre 70 ou mais.

Os benefícios do alho para diabetes

Sendo assim, estudos comprovam que o
alho é bom para diabetes e a maioria das pessoas adultas podem consumir este
alimento com segurança.

Tradicionalmente, o alho tem sido
recomendado para ajudar a reduzir os níveis elevados de pressão alta e
colesterol, e o seu consumo também pode reduzir a incidência de doenças
cardíacas, condição que afeta aproximadamente 80% das pessoas com diabetes.

Um estudo realizado descobriu que o alho cru pode ajudar a reduzir os níveis de açúcar no sangue, bem como reduzir o risco de aterosclerose. Isso é particularmente interessante para os diabéticos, já que a diabetes aumenta o risco de uma pessoa sofrer com a inflamação relacionada à aterosclerose.

Embora isso ainda esteja sendo
estudado, uma revisão também apoiou a ideia de que o consumo regular de alho
pode ajudar a diminuir os níveis de açúcar no sangue.

Esse alimento também é uma fonte muito boa de vitamina B6, que está envolvida no metabolismo dos carboidratos e da vitamina C, que também pode desempenhar um papel na manutenção dos níveis de açúcar no sangue.

Alho e diabetes tipo 2

Pesquisas mostram que a ingestão em
jejum de alho pode reduzir a glicose no sangue, que é o nível de açúcar no
sangue quando uma pessoa se alimenta.

De acordo com um estudo publicado no Journal of Advances in Clinical and Experimental Medicine, o recomendado é que pessoas com diabetes tipo 2 consumam mais de 1,3 gramas de alho para cada dez quilos de peso corporal. Os pesquisadores descobriram que ao alimentarem 12 coelhos diabéticos com essa quantia de alho, foi produzido um forte efeito hipoglicêmico, ou diminuição do açúcar no sangue.

Um outro estudo publicado em 2005 alimentou ratos diabéticos com 1 ml de alho para cada 100 gramas de peso corporal ao longo de 4 semanas, e como resultado eles descobriram que o alho ajudou a diminuir o nível de açúcar no sangue.

“Os resultados mostraram que o suco de alho exerceu efeitos antioxidantes e anti-hiperglicêmicos e, consequentemente, podem aliviar o dano hepático e renal causado por um determinado composto criado pelo diabetes”, escreveram os pesquisadores na revista Food and Chemical Toxicology.

Embora estes estudos sugerem que consumir alho é bom para diabetes tipo 2, algumas organizações de diabetes ainda contraindicam a ingestão do mesmo.

Em estudo realizado, a quantidade “muito desagradável” que uma pessoa precisa consumir tira o alho do cardápio. “Por enquanto, você provavelmente não deve comer barris de alho e cebola para reduzir os níveis de glicose no sangue. Para o bem de todos,” eles disseram.

Pelas estimativas do estudo, você
teria que comer mais do que um dente de alho diariamente apenas para começar a
obter os seus benefícios.

Porém, uma revisão realizada no ano seguinte “apoiou” a ideia de que esse alimento pode ajudar a baixar os níveis de açúcar no sangue.

Já um estudo mais recente, intitulado de “Efeito do suplemento de alho no tratamento do diabetes mellitus tipo 2: uma meta-análise de ensaios clínicos randomizados” realizado pelo Departamento de Medicina Laboratorial, Hospital do Povo de Zhongshan, Hospital Afiliado da Universidade Sun Yat-Sem, Guangdong, China, confirmou que o alho contribui para melhorar o controle glicêmico em 1 a 2 semanas. Além disso, desempenha um papel positivo no colesterol total e na regulação da lipoproteína de alta/baixa densidade em 12 semanas. 

Os potenciais efeitos sustentados
envolvendo o alívio da resistência à insulina parecem promissores, no entanto,
mais estudos são necessários para sustentar essa descoberta.

Riscos e precauções

O alho é um alimento com um odor e
paladar muito forte, e embora seja geralmente seguro consumir esse alimento,
você poderá ter alguns efeitos colaterais menores, como por exemplo:

  • Vômito;
  • Náusea;
  • Azia;
  • Diarreia;
  • Gases.

É mais provável que esses efeitos
colaterais apareçam quando o alho é consumido cru.

Se você estiver tomando medicamentos para diluir o sangue, consulte o seu médico, pois o consumo de alho pode aumentar os efeitos desses medicamentos.

Como adicionar o alho à sua dieta

Como você pode ver, de acordo com várias pesquisas, o alho é bom para diabetes. Adicioná-lo à dieta é uma ótima maneira de cuidar da sua saúde. Se você não se importar com o sabor, adicione dois dentes de alho picados em suas saladas, por exemplo. Não há uma dosagem padrão do consumo deste alimento, então sinta-se à vontade para adicioná-lo em suas receitas sempre que puder.

Se você prefere um sabor e odor menos forte, as escápulas de alho, que são brotos de alho que aparecem quando a planta amadurece. Ambos apresentam um sabor mais suave, e você poderá cortá-los e misturá-los em saladas, salgadinhos, refogados, molhos, saladas, etc.

Recomenda-se deixar o alho picado
descansar por pelo menos 5 minutos para que assim a alicina, um dos componentes
principais da erva, fique mais concentrada aumentando os benefícios potenciais
deste alimento à saúde.

Suplementos de alho

Se você acha que o sabor do alho cru é muito forte ou por algum motivo acha que não irá conseguir consumir sempre que quiser, você pode experimentar suplementos como a cápsula de alho. Procure por aqueles com extrato de alho envelhecido ou outros extratos de alho que contenham alicina.

Antes de comprar qualquer suplemento
alimentar, consulte o seu médico, pois ele poderá te ajudar a determinar se
esta é a melhor opção para você.

Compre sempre produtos de um
fabricante de renome, faça uma pesquisa sobre ele e seus produtos e compre
apenas daqueles que não usam processamento de calor, pois isso pode destruir os
compostos ativos do alho, aqueles que proporcionam maiores benefícios para a
saúde.

Evite produtos completamente inodoros, ou seja, aqueles sem cheiro algum, pois provavelmente foram retirados os compostos de enxofre, que são os responsáveis pelo cheiro característico e por alguns dos seus possíveis benefícios.

Alho é bom para diabetes

Além de melhorar o sabor e a qualidade dos seus pratos, consumir alho também pode te ajudar a manter uma saúde melhor. Para melhores resultados, consuma este alimento regularmente e em quantidades moderadas. Cozinhá-lo irá diminuir suas qualidades terapêuticas em potencial, por isso, certifique-se de usar alho fresco e cru em seus pratos.

Os suplementos também são uma opção,
mas você deve consultar o seu médico antes de toma-los.   

Referências Adicionais:

Você já ouviu falar que alho é bom para diabetes? Possui essa condição e pretende aumentar o seu consumo? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.