Grávida Pode Beber Refrigerante?

      Comentários desativados em Grávida Pode Beber Refrigerante?
Grávida com refrigerante

Se antes a mulher não se preocupava tanto com a qualidade da sua alimentação, a partir do momento em que ela descobre uma gravidez, ao menos agora precisa passar a se preocupar com isso. E se ela já era consciente da importância de comer de maneira saudável, precisará ser mais consciente ainda neste sentido.

Afinal, ela carrega em seu ventre um ser que depende totalmente dela para se desenvolver até a hora de nascer.

Por isso é tão importante que, ao receber a notícia de que está esperando um neném, a mulher procure um médico para a acompanhar durante toda essa gestação. Parte deste acompanhamento médico inclui a orientação a respeito de como a alimentação da gestante deve funcionar para favorecer a sua saúde e a de seu bebê.

A grávida pode beber refrigerante?

Uma das dúvidas que podem sobrevoar a
mente das futuras mamães de primeira viagem é se a grávida pode beber
refrigerante.

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que o refrigerante é uma bebida com muito açúcar ou adoçantes e pobre em nutrientes, que não faz bem para a saúde. Mas será que ele é tão ruim ao ponto de precisar ser eliminado da dieta das gestantes?

Algumas variedades de refrigerante contêm a cafeína, que, de acordo com alguns especialistas, deve ter a sua ingestão limitada a 200 mg por dia por parte das mulheres grávidas.

Seria necessário tomar muito
refrigerante para conseguir ultrapassar esse limite. Entretanto, precisamos
ponderar que a bebida pode não ser a única fonte de cafeína no dia a dia da
gestante.

A questão dos açúcares e adoçantes

Os refrigerantes, lotados de açúcar,
enchem o organismo com substâncias químicas e calorias vazias que não oferecem
nutrição alguma. Ou seja, essas bebidas são uma escolha bem ruim quando o
objetivo é levar todos os nutrientes possíveis ao neném e evitar o excesso de peso.

O médico ginecologista obstetra David Elmer contou a respeito de um estudo de 20 anos atrás que mostrou que o aspartame, adoçante artificial que pode ser utilizado nos refrigerantes diet, causa malformações congênitas.

Entretanto, o ginecologista obstetra explicou que o estudo foi conduzido em uma raça de ratas propensa a malformações congênitas e que os animais receberam uma dose de aspartame que um humano conseguiria obter somente se tomasse 70 refrigerantes diet diariamente. Muito, mesmo para as mais viciadas em refrigerantes, não é mesmo?

Ainda assim, não podemos dizer que grávida pode beber refrigerante sem restrições, pois, de fato, essa não é a melhor escolha. Para as futuras mamães que não conseguem ficar longe da bebida, o conselho dos especialistas é tomar quantidades bem pequenas.

Os refrigerantes podem ser ruins para o cérebro dos nenéns, apontou estudo

Uma pesquisa publicada no American Journal of Preventive Medicine (Jornal Americano de Medicina Preventiva, tradução livre) apontou que quando as gestantes ingeriram mais açúcar, principalmente através de refrigerantes com açúcar, suas crianças apresentaram habilidades de resolução de problemas e memória verbal mais fracas.

O estudo também indicou que a
ingestão de refrigerante diet durante a gestação foi associada a habilidades
motoras finas, visuais e espaciais mais fracas na primeira infância – mais ou
menos aos três anos de idade – e a habilidades verbais mais fracas na chamada
infância média – por volta dos sete anos de idade.

A pesquisa foi realizada com mais 1,2
mil gestantes, que consumiam aproximadamente 120 a 200 calorias correspondentes
ao açúcar em suas dietas. De acordo com os pesquisadores do estudo, a
Associação Americana do Coração recomenda que menos de 100 das calorias
ingeridas diariamente venham do açúcar, tratando-se de mulheres e crianças.

No entanto, vale a pena notar que a
pesquisa encontrou apenas uma associação entre o consumo de refrigerantes e os
déficits mentais em crianças, porém, não conseguiu provar uma ligação de causa
e efeito.

Para o presidente de obstetrícia e ginecologia de um hospital de Nova York, nos Estados Unidos, o que preocupa é a ingestão crônica dos refrigerantes. Ele recomenda aos seus pacientes que limitem o seu consumo de junk food e açúcar adicionado (grupos que incluem os refrigerantes).

Estudo ligou o consumo de refrigerantes na gestação a maiores riscos de asma

Outro argumento que pode ser utilizado contra a ideia de que a grávida pode beber refrigerante é uma pesquisa da Escola Médica da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, que indicou que mulheres que tomam bebidas açucaradas como os refrigerantes ao longo da gestação têm mais chances de verem suas crianças serem diagnosticadas com asma no futuro.

De acordo com o estudo, as mulheres que tomam uma média de duas bebidas açucaradas como os refrigerantes por dia têm 63% a mais de chances de darem à luz crianças que serão diagnosticadas com asma por volta de seus sete a nove anos de vida.

Na chamada infância média – que começa aos seis anos de idade – uma de cada cinco crianças nascidas de mães que bebiam bebidas açucaradas tinham desenvolvido a asma.

Para os pesquisadores, essa ligação pode estar associada ao efeito potencialmente inflamatório que a frutose, um tipo de açúcar, pode trazer aos pulmões das crianças.

Os cientistas também avaliaram os
efeitos dos sucos de fruta neste sentido, tendo em vista que eles possuem
naturalmente a frutose em sua composição. No entanto, não foram encontradas
evidências de que os sucos trazem efeitos adversos com a mesma força (que os
refrigerantes), de acordo com o que a professora de nutrição de Harvard Emily
Oken explicou.

A professora acredita que isso tenha sido observado talvez pelo fato dos sucos de fruta conterem vitaminas e outros fatores anti-inflamatórios em sua composição.

Os pesquisadores responsáveis pelo estudo também salientaram que não podem provar que as bebidas açucaradas como os refrigerantes provocam a asma, mas que existe uma relação entre essas bebidas e a doença.

O estudo foi realizado através da análise de dados de 1,068 mil pares de mães e crianças. As mulheres foram questionadas a respeito da quantidade de bebidas que consumiam diariamente, incluindo bebidas adoçadas com o açúcar e sucos de frutas.

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que grávida pode beber refrigerante? Durante sua gestação, consumiu esse tipo de bebida? Comente abaixo!

Note: There is a rating embedded within this post, please visit this post to rate it.